Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IX Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
A Aprendizagem de História e Cultura Afro-Brasileira a partir das Narrativas de Estudantes do Ensino Médio de Mato Grosso
Luzinete Santos da Silva

Última alteração: 27-09-17

Resumo


Apesar de passados quase quinze anos da implantação da Lei 10.639/03, resultados de pesquisas apontam diversos avanços, porém prevalecem inúmeros desafios, pois o papel da população negra continua associado a imagens e concepções secundárias e superficiais (COSTA, 2013; HERNANDEZ, 2008; MUNANGA, 2005; MULLER, 2009; OLÍVA, 2009; SANTOS, 2002; SOBANSKI, 2008; SERRANO, WALDMAN, 2013). Em decorrência disso, o presente estudo investiga as ideias prévias de jovens estudantes do Ensino Médio em Mato Grosso, no intuito de compreender como os mesmos concebem a cultura afro-brasileira e qual a relação de geração de sentido de orientação temporal que esses conhecimentos produzem neles.  Para isso, utilizamos como aporte teórico e metodológico perspectivas que propõe o uso de analises flexível e abrangente para a compreensão dos dados: a Triangulação (FLIC, 2009), o uso de epistemologias étnicas(BELLINGS, 2006), o campo da Educação Histórica e da cognição histórica situada. Os dados preliminares identificaram a influencia de conceitos cânones no ensino e aprendizagem de história referente à população negra, mantendo-a atrelada as concepções de tráfico negreiro, escravidão, pobreza, sofrimento, democracia racial, entre outros. Em decorrência disso, propormos a aplicabilidade da Lei 10.639/03 em conjunto com a Educação Histórica, no intuito de fortalecermos o desenvolvimento da consciência histórica para o enfrentamento do racismo, discriminação e preconceito.

 

Palavras-clave:Cultura Afro-Brasileira, Educação Histórica, Aprendizagem  Histórica.