Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IX Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
LETRAMENTOS DIGITAIS (CRÍTICOS) NO CONTEXTO UNIVERSITÁRIO: HABILIDADES MOBILIZADAS POR ESTUDANTES EM PRÁTICAS E EVENTOS COM O USO DO DIGITAL EM REDE
Daniele Trevisan, Cristiano Maciel, Terezinha Fernandes Martins de Souza

Última alteração: 26-09-17

Resumo


O contexto da cibercultura, contempla múltiplos letramentos, entendidos como práticas sócio discursivas dos ambientes digitais mobilizados através de diversos gêneros discursivos que são ressignificados através das várias semioses que integram esses ambientes. Essas práticas, são situadas sócio historicamente em contextos específicos e exercidas por sujeitos marcados por ideologias, crenças e valores, resultando assim, em um processo de construção de sentidos que percorrem caminhos intensamente variados e simultâneos. A partir de procedimentos interpretativos diferenciados é necessário que o sujeito reflita sobre suas ações e interações, assim como, seu compromisso ético nas práticas digitais. Compreendemos então, que este conjunto de elementos implicam a reconfiguração das abordagens epistemológicas dos letramentos digitais, o que favorece o espaço para novas pesquisas acerca do tema e de suas influências no contexto educacional. Diante disso, o presente trabalho apresenta uma proposta de pesquisa a ser desenvolvida em um Mestrado em Educação, com o objetivo de analisar os diferentes letramentos mobilizados pelos estudantes nas práticas e eventos de letramento digital, bem como sua contribuição para o desenvolvimento de percepções críticas diante dos discursos disponíveis no meio digital. Os aspectos teóricos que darão a base inicial para a compreensão do tema partem de autores como Soares (2002), Saito e Souza (2011), Buzato (2007), Lankshear e Knobel (2002), Souza (2016)  os quais discutem os letramentos digitais e Street (2014) para embasar a perspectiva crítica dos letramentos sob o viés do letramento ideológico. Neste sentido, entende-se como letramento crítico as diversas maneiras de construir sentidos e entender o mundo, as relações de poder que se estabelecem entre elas, a existência de confrontos decorrentes das relações e a necessidade de compreender quais podem ser suas consequências no mundo.  A pesquisa constitui-se em um estudo de caso, com abordagem qualitativa. Para tal, incialmente serão realizados uma revisão sistemática de literatura e um levantamento bibliográfico, seguidos da análise documental, aplicação de questionário online e observação participante, nos quais serão analisados eventos e micro eventos de letramentos digital de estudantes. Como amostra pretende-se ter estudantes matriculados em duas disciplinas dos Cursos presenciais de Graduação em Ciências da Computação e Licenciatura em Pedagogia ofertados pela Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Universitário de Cuiabá/MT, que realizam atividades formativas com o uso de um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Serão analisadas as atividades realizadas pelos estudantes por meio dos diferentes recursos de interação e comunicação (fórum, chat, entre outros) do AVA. Para a análise de dados utilizaremos a técnica de análise de conteúdo, sendo as categorias construídas a partir da análise das interações e do levantamento de quais habilidades de letramentos são mobilizadas.  Na categorização buscar-se-á identificar dimensões dos letramentos digitais em uma perspectiva crítica. Por meio deste estudo, acredita-se ser possível compreender como ocorre a construção de práticas que possibilitem ao estudante desenvolver habilidades de letramentos digitais que levem à compreensão crítica das múltiplas relações e perspectivas dominantes articuladas às TIC e seus contextos de uso na sociedade, condizentes com as demandas da cibercultura.