Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IX Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Tempo e temporalidade no desenvolvimento profissional: egressos de Pedagogia (2009 e 2013
Dejacy Arruda Abreu

Última alteração: 26-09-17

Resumo


A pesquisa de doutorado, ora em andamento, integra-se aos estudos educacionais, voltados para a formação de professores. Tem por objetivo compreender as implicações do tempo e da temporalidade na tessitura e ressignificação da formação profissional de egressos de um curso de Licenciatura em Pedagogia, examinando o seu constituir-se profissionalmente para além do tempo e temporalidades hegemônicas que venham a condicionar seu trabalho. Logo, indaga-se: que relações existem ou podem ser estabelecidas entre formação e desenvolvimento profissional? Como o tempo e a temporalidade permeiam o desenvolvimento profissional na Pedagogia? Como o desenvolvimento profissional se constitui no tempo e na temporalidade deste curso? Para os estudos, análise e interpretação dos dados, fundamenta-se na abordagem do referencial teórico do ciclo de política de Stephen Ball e Richard Bowe (1992, 1994, 2006, 2011). Metodologicamente, a investigação alicerça-se na abordagem orientada pela Pesquisa Qualitativa, com ênfase na proposta que define, por meio dessa natureza, a que privilegia a análise de micro processos, mediante o estudo das ações sociais, individuais e grupais, constituindo um tipo de trabalho artesanal, a partir do universo dos egressos do curso em pauta. O desdobrar deste estudo incide no movimento de tempos formativos que são tecidos dentro e fora da academia universitária, no sentido de contribuir com a discussão da formação de professores, balizando-se pela concepção de formação permanente. Os primeiros procedimentos para a busca de informações/dados, iniciaram-se com o levantamento bibliográfico de natureza exploratória, no repositório de teses e dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), para tecer o estado do saber sobre o objeto pesquisado. Os resultados obtidos, nesta etapa empreendida, possibilitaram observar que pesquisas dessa natureza, a entrelaçarem epistemologicamente tempo, temporalidade e formação nos estudos de egressos, ainda não foram realizadas. Naquilo que toca aos elementos tempo e temporalidades, presentes nos trabalhos analisados, apurou-se que são tratados como sistema regulador e normatizador disciplinar das ações pedagógicas, da produção e dos estudos intelectuais, permeados por conflitos entre os tempos sociais e pessoais. Em suma, notou-se a hegemonia de um tempo físico, mediado por uma cultura performática, a impor condições à formação docente. Também foi realizado um estudo para a localização dos egressos inseridos no recorte temporal desta pesquisa (2009 e 2013), bem como assinalar suas áreas de atuação profissional, para então prosseguir rumo à materialização das etapas subsequentes, perseguindo o objetivo proposto, em meio ao tensionamento das questões orientadoras desta investigação científica.

 

Palavras-chave:Tempo e temporalidade. Desenvolvimento profissional. Egresso de Pedagogia.