Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Estratégias, disputas e relações de poder no campo científico-acadêmico: uma análise a partir de Pierre Bourdieu
Karine Porto Lopes Ono

Última alteração: 19-09-19

Resumo


A pesquisa segue o referencial teórico e metodológico do sociólogo francês Pierre Bourdieu e parte do princípio de que, em qualquer espaço social, os agentes atuam orientados por interesses e critérios próprios ao campo em que se inserem, no qual disputam entre si por lucros específicos. No campo científico-acadêmico, as ações visam ao acúmulo de capitais que garantam a autoridade científica e, consequentemente, posições mais favorecidas no campo. Embora o campo siga leis próprias, ele é parte do macrocosmo, em relação ao qual possui uma autonomia parcial. No modelo social deste tempo, a universidade tem sido marcada por uma lógica cada vez mais voltada aos interesses mercadológicos e por uma crescente limitação de autonomia, sendo fortemente penetrada por fatores endógenos ao campo educacional. Tal tendência é evidenciada nas políticas educacionais de avaliação e financiamento da pós-graduação brasileira. Nesse contexto, propõe-se a Teoria da Ação de Bourdieu para investigar como um programa de pós-graduação e seus docentes, enquanto agentes do campo, têm respondido às pressões externas e buscado os capitais que lhes possibilitem a distinção acadêmica. Para tal, serão ouvidos, em entrevistas semiestruturadas, diferentes agentes da universidade em que se insere o programa, tomando-a como microcosmo do campo científico-acadêmico. Objetiva-se, a partir dos dados levantados: a) identificar os capitais valorizados no campo da pós-graduação brasileira e discutir as implicações para as diferentes áreas do conhecimento; b) caracterizar os capitais valorizados no programa estudado enquanto microcosmo do campo científico, determinando o peso de cada tipo de capital científico (“puro” e “político”); e c) analisar como as estruturas acadêmico-administrativas da Pós-graduação brasileira, da universidade e do programa de pós-graduação estudado influenciam no engajamento e no desempenho pelos docentes das diversas atividades acadêmicas. Para as análises, o ponto de partida serão os principais conceitos-chave de Bourdieu compreendidos sistemicamente. Fundamentando-se na análise relacional proposta pelo autor, o objeto será construído a partir dos dados coletados: traços distintivos do programa no campo científico (as particularidades do caso dentro do universo possível); o que motiva as disputas entre áreas do conhecimento e entre programas de mesma área; trajetórias e estratégias dos professores. Espera-se com esta pesquisa contribuir para a compreensão da dinâmica de relações estabelecidas no campo científico-acadêmico no atual contexto no país, em que se observa cada vez mais claramente a prevalência de capitais exógenos aos campos da ciência e da educação ditando regras alheias a esses espaços e comprometendo sua autonomia.


Palavras-chave


Campo científico-acadêmico, Pós-graduação, Pierre Bourdieu.