Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
MÉTODOS ESTATISTICOS APLICADOS A ANÁLISE DA QUALIDADE DA ÁGUA DA BACIA DO RIO VERMELHO, MATO GROSSO -MT
Mayara Oliveira da Silva, Domingos Sávio Barbosa

Última alteração: 23-09-19

Resumo


A estrutura intrínseca de um conjunto de dados de qualidade das águas, descreve uma característica que é própria e essencial de um sistema lótico enquanto a singularidade descreve um aspecto diferencial, que pode estar relacionado com um impacto ambiental. Esta análise discriminante, permite ao gestor distinguir, dentro de um conjunto de variáveis, quais são as que podem ser eleitas como indicadoras de processos de impacto (singularidades) daquelas que são provavelmente um atributo pouco variável no sistema (intrínseco). O objetivo deste estudo, é identificar e avaliar a estrutura intrínseca e as singularidades e na dimensão espaço-temporal com base nas variáveis físicas, químicas e biológicas de qualidade das águas, da Bacia do Rio Vermelho-MT, usando dados de monitoramento de longa duração (2006 a 2017) e posteriormente aplicar os princípios das redes Bayesianas como ferramenta de gestão para compreensão do corportamento do corpo hidrico. A metodologia consiste no , emprego de métodos estatísticos multivariados, da analise de componentes principais (ACP) e da análise fatorial (AF) e posteriormente realizou-se a construção das Redes Bayesianas (RB). Os resultados indicaram que os métodos estatísticos são eficientes para ranquear os parâmetros, de modo que os parâmetros: cor, demanda química de oxigênio, nitrogênio total, coliformes totais, cloreto, resíduo não filtrável, Escherichia coli, fosforo total, turbidez, resíduo total e índice de qualidade da água possuem maior peso na variância e são as variáveis características das alterações do corpo hídrico enquanto que: temperatura do ar, temperatura da água; nitrogênio amoniacal; nitrogênio nitrito, pH; oxigênio dissolvido, DBO5, ortofosfato, vazão média; e nitrato, podem ser caracterizadas pela baixa variância como as variáveis intrínsecas do rio, que são de ordem natural do corpo hídrico. A  construção da rede Bayesiana em uma bacia hidrográfica para fins de diagnóstico e gestão permite fazer a combinação de observações de especialistas com o comportamento histórico da bacia hidrográfica, bem como pode subsidiar em estudos posteriores a simulação de cenários de perigos futuros.

Palavras-chave


Estatística multivariada, Análise de componentes principais; Analise fatorial, Gestão ambiental, Inteligência artificial