Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
GEOMORFOLOGIA NO ENSINO DA GEOGRAFIA BÁSICA SOB: A PERSPECTIVA DO ESTUDO DO MEIO - CHAPADA DOS GUIMARÃES - MT
laura maria ortiz feltrin

Última alteração: 10-10-19

Resumo


Os conteúdos da disciplina escolar de Geografia, assim como o contexto do currículo escolar apresenta uma série de informações que permeia entre a realidade da sala de aula e da escola, as transformações e debates da pesquisa científica e as muitas ações governamentais - como os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). A conjuntura atual concebe a Geografia como o campo do conhecimento responsável por abrir caminhos para refletir, compreender, observar, interpretar e pensar o espaço geográfico. Vários recursos podem ser utilizados no ensino de Geografia em relação ao ensino específico da Geomorfologia, pois esta é importante na compreensão dos fenômenos naturais e na evolução da paisagem. Deste modo a proposta deste projeto apresenta como objeto de estudo o conhecimento do relevo no processo de aprendizagem em meio à Geografia escolar. Tendo em vista a falta de conhecimento dos alunos sobre nossa região em especial o relevo de Chapada dos Guimarães-MT. O principal objetivo desta pesquisa é sugerir propostas de abordagem dos conteúdos sobre as formas do relevo da Chapada dos Guimarães, a fim de estabelecer meios para melhor ensinar os conteúdos voltados à compreensão das formas do relevo, levando em consideração o conhecimento do relevo tanto a partir da realidade e do contexto nos quais estão inseridos os alunos, quanto à luz dos conhecimentos geocientíficos sobre Chapada dos Guimarães. Dessa forma, o presente trabalho pretende destacar as paisagens de diversas partes de Chapada dos Guimarães, localizado no estado de Mato Grosso, abordando esses conceitos como potenciais para a aprendizagem dos conteúdos de geomorfologia no ensino fundamental II. Assim buscamos autores que possibilitam uma compreensão Construtivista/Dialético e crítico sobre as questões educacionais de aprendizagem na atualidade, que forneçam informações relacionadas à Educação básica, fazendo uso do diálogo, do debate, do raciocínio. Qualquer conteúdo da Geografia escolar, numa perspectiva sócio construtivista, deve considerar as orientações pedagógicas e didáticas fundamentadas na urgência da formação mental e no desenvolvimento do raciocínio geográfico em relação ao conteúdo (principalmente de relevo), para que aprendizagem não fique reduzida à prática da memorização e sim a construção do conhecimento.

 


Palavras-chave


Educação Básica; Paisagem; Geomorfologia; Aprendizagem;