Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
O desenvolvimento profissional do professor pedagogo iniciante na área de matemática em narrativas na Rede Municipal de Ensino de Rondonópolis-MT.
ANDRÉIA CRISTINA SANTIAGO CARVALHO

Última alteração: 19-09-19

Resumo


Este projeto de pesquisa está vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEdu), na linha de pesquisa intitulada Formação de Professores e Políticas Públicas Educacionais da Universidade Federal de Mato Grosso, Câmpus Rondonópolis. A pesquisa tem como objetivo compreender o desenvolvimento profissional do professor iniciante dos anos iniciais, formado em Licenciatura Plena em Pedagogia, que participa do curso de formação sobre o ensino de matemática ofertado pela Secretaria Municipal de Educação (SEMED), por meio do Departamento de Formação Profissional. Essa formação pauta-se em três eixos: Política Nacional, Formação da SEMED e Formação Centrada na Escola. É importante destacar que, nesta pesquisa, o desenvolvimento profissional é entendido como um processo de longo prazo que integra diferentes tipos de oportunidades e de experiências, planejadas sistematicamente, de forma a promover o crescimento e o desenvolvimento profissional do professor. Desse modo, os espaços formativos são constituídos por intercâmbios de saberes, num movimento formativo em que as vozes dos professores estão presentes no diálogo e nas trocas entre os pares, de forma a estreitar os vínculos e ampliar as possibilidades das práticas pedagógicas. Dentro desta perspectiva, a pesquisa pauta-se na abordagem qualitativa, tendo como foco o processo de desenvolvimento profissional de professores iniciantes que participam da formação ofertada pela SEMED, no período de maio a julho. Portanto, no primeiro semestre 2019, a pesquisadora, que faz parte da equipe formativa do Departamento de Formação Profissional, ofertou uma formação com os professores iniciantes dos anos iniciais de 1º a 3º ano do Ensino Fundamental (com até 5 anos de docência), totalizando 30 vagas, com encontros semanais e uma carga horária de 50 horas, a fim de desenvolver uma comunidade de prática, mobilizando estudos e constituindo sistematizações sobre os modos de ensinar e aprender matemática. Assim, os dados estão sendo levantados a partir das narrativas, e sempre que possível e necessário, são realizadas entrevistas para a complementação e entendimento de questões que ficaram em aberto, as quais são coletadas junto aos participantes desse processo formativo.  Na análise preliminar de dados, busca-se identificar e expor, a partir das experiências vividas tanto no contexto escolar, quanto no formativo, como o professor iniciante se constitui professor no ensino da Matemática e verificar, a partir de diferentes narrativas, como a participação em formação ofertada pela SEMED aos professores iniciantes que ensinam Matemática contribui para o seu desenvolvimento profissional. Entende-se que os espaços de formação devem propiciar aos professores sua participação, reflexão e construção de conhecimentos por meio da prática da pesquisa, conforme o entendimento de que ensinar e aprender são processos que ocorrem significativamente quando decorrem de uma postura investigativa do trabalho realizado em sala de aula, envolvendo um processo contínuo de problematização e deliberação no cotidiano escolar.

 


Palavras-chave


Formação de professores, Desenvolvimento Profissional, Matemática.