Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Calagem superficial em diferentes sistemas de produção e o efeito na dinâmica populacional do nematoide de cisto e produtividade da soja
Rayane Gabriel Silva

Última alteração: 30-09-19

Resumo


Os nematoides possuem grande importância no cenário agrícola nacional e a soja sofre perdas significativas com o parasitismo desses fitoparasitas. O manejo da calagem e o sistema de produção adotado dentro da propriedade são de fundamentais importância, pois têm o potencial para aumentarem ou diminuírem a população de nematoides, principalmente o nematoide de cisto da soja. O objetivo do presente estudo foi avaliar a calagem superficial em diferentes sistemas de produção sob plantio direto e seus efeitos sobre a dinâmica populacional de Heterodera glycines e a produtividade de grãos da cultura da soja. O experimento foi instalado na safra 2008/2009 no município de Itiquira – MT, na estação experimental da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso (Fundação MT), localizada na BR-163, km 40 (17° 09' S, 54° 45' W e 490 m de altitude). O solo local é um Latossolo Vermelho distrófico de textura muito argilosa e de boa fertilidade química. O local está sob bioma de Cerrado, cujo clima regional predominante, segundo classificação de Köppen, é o tropical com inverno seco (Aw). Os tratamentos foram dispostos em delineamento de blocos casualizados, com os fatores avaliados dispostos em esquema de parcelas subdivididas, com quatro repetições. Nas parcelas foram alocados três sistemas de produção, a saber: monocultivo (soja-pousio), sucessão de culturas (soja-milheto) e rotação de culturas (soja-braquiária / soja-milho / soja-crotalária). Nas subparcelas foram aplicadas quatro doses de calcário dolomítico (0; 2; 4 e 8 t ha-1) em superfície (sem incorporação). Na safra 2018/2019 (11º ano de condução do experimento), a cultivar de soja utilizada foi a BMX Desafio RR, cuja semeadura ocorreu em 13/10/2018, sob espaçamento de 0,45 m entrelinhas. Aos 60 dias após a semeadura, foram coletadas amostras de solo e raízes de soja para determinação da população de nematoides de cistos. As análises foram realizadas no laboratório de Nematologia da Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (APROSMAT). Na colheita determinou-se a produtividade de grãos em dois pontos amostrais por parcela, os quais foram constituídos por quatro linhas adjacentes de 2,0 m de comprimento. A produtividade foi obtida a partir da trilha mecânica e pesagem dos grãos oriundos das plantas colhidas na área útil das parcelas, e pela média aritmética entre os dois pontos amostrados, a qual foi convertida para kg ha-1 e corrigida para 13% de umidade. Foi observado relação significativa entre as doses de calcário e a dinâmica populacional de H. glycines. Houve aumento substancial de nematoides na dose de 8 t ha-1, no qual o solo tendeu à alcalinidade. Quanto aos três sistemas de produção avaliados, houve redução expressiva na população de H. glycines ao adotar-se a rotação de culturas (soja-braquiária / soja-milho / soja-crotalária). A produtividade de grãos de soja após a adoção dos sistemas de sucessão e rotação de culturas foram melhores, independentemente da dose de calcário utilizada, sendo possível verificar maiores produtividades de grãos quando comparado aos sistemas de monocultivo, comprovando a eficiência desta prática agronômica em suprimir a reprodução deste nematoide e aumentar o potencial produtivo da cultura.

Palavras-chave


Acidez do solo, rotação de culturas, Heterodera glycines.