Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
CIDADE E SEGREGAÇÃO: UMA ANÁLISE DA APROPRIAÇÃO DO ESPAÇO URBANO DE JATAÍ-GO.
Eliardo Miranda Oliveira

Última alteração: 23-09-19

Resumo


A município de Jataí-GO está localizado no sudoeste do estado de Goiás, possuindo de acordo com estimativas para o ano de 2018 de 99.674 habitantes (IBGE, 2019), que ao longo dos anos vêm apresentando um crescimento populacional, o qual reflete também em mudanças no seu contexto socioespacial. Este município destaca se nacionalmente com a produção de grãos, o que reflete em uma maior infinidade de serviços oferecidos na sua área urbana e na maior movimentação de dinheiro. Entretanto, essa maior movimentação não garante em uma distribuição de renda igualitária a todos, a qual acaba por refletir no modo em que o solo urbano é apropriado pelos diferentes sujeitos, a renda acaba por ditar onde e como o sujeito habita a cidade. Diante disso, objetiva-se compreender o processo de apropriação do espaço urbano jataiense no ano de 2018, verificando as influências da especulação imobiliária e a atuação do Estado sob a ótica da organização espacial da cidade de Jataí. Para isso houve fundamentação teórica, trabalho com imagens de satélite do Google Earth Pró, dados obtidos na Prefeitura de Jataí associados a dados dos setores censitários do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por fim, a construção de mapas utilizando o software ArcMap versão 10.1. Dessa forma, observa-se que em Jataí a classe de alto poder aquisitivo pode escolher onde morar, enquanto as pessoas de baixa renda simplesmente habitam onde sua condição econômica lhes permitem, sendo expulsas para espaços segregados do perímetro urbano, mesmo havendo a existência de vazios urbanos na área central da cidade. Nessa lógica, a construção da cidade se dá de forma coletiva, mas nem sempre se reflete em uma coletividade. Outro fato a ser mencionado, é que essa formação coletiva é resultado de processos históricos, muitos desses ainda registrados nos antigos casarões e monumentos históricos presentes no espaço da cidade. Assim, a cidade por si só já revela e conta por meio de suas construções parte de sua história e, uma das principais manifestações do processo de segregação espacial no espaço está nos diferentes usos e valores do solo urbano. Dessa forma, ocorre uma marginalização e diferenciação de espaços que acaba por gerar conflitos sociais, lutas, disputas e separação do ponto de vista político. Busca-se separar o que é conflituoso, distanciando-se dessa forma cada vez mais do centro da cidade, aprofundando assim o processo de segregação entre bairros, lugares, enfim, populações de alto e baixo poder aquisitivo. Posto isso, as dicotomias existentes nessa cidade nos induz a pensar a respeito da importância e papel do Estado enquanto transformador dessa realidade. A cidade é uma construção de todos os cidadãos e, por isso, deve atender as demandas de todos independentemente de sua condição econômica.


Palavras-chave


Cidade. Segregação. Jataí-GO.