Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
INTERFERÊNCIAS LINGUÍSTICAS - MAPEAMENTO, RESULTADOS E ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS NO ENSINO DE PLA
Ana Cecília Fonseca Matos

Última alteração: 07-10-19

Resumo


A procura pelo ensino do português como língua adicional vem apresentando um aumento significativo devido a diversos fatores. A globalização, o desenvolvimento tecnológico e a expansão de serviços têm feito com que o mundo volte seus olhos para o Brasil, trazendo com isso muitos estrangeiros com necessidades de estudar o português em âmbito oral e/ou escrito. Muitas vezes, os cursos mais procurados são os voltados para a comunicação, o que enfatiza a busca por um maior conhecimento da cultura brasileira.

Poucos são ainda os cursos especializados no ensino do português como língua adicional e/ou na formação de profissionais na mesma área no estado de Mato Grosso, o que implica uma baixa produção de estudos teóricos que explorem as especificações, necessidades, mudanças e atualizações nesse campo linguístico. Muitos cursos de idiomas ainda se baseiam em estruturas tradicionalistas do ensino do português (como língua materna) para ensinar o português como língua adicional.

Diante disso, este estudo teve por objetivo compreender o processo de aprendizagem do português como língua adicional, observando as interferências (WEINREICH, 1953) da língua materna (LM) do indivíduo estrangeiro neste processo. Propõe-se agora apresentar alguns dos resultados encontrados e o mapeamento dos fenômenos que emergiram nas atividades aplicadas na coleta de dados. A partir desses resultados, será possível criar práticas pedagógicas voltadas para a solução e/ou melhoramento de estratégias utilizadas no ensino do português como língua adicional, proporcionando aos aprendizes mais segurança para o uso da língua portuguesa em práticas sociais de interação verbal.

 


Palavras-chave


Interferências linguística; haitianos; língua adicional