Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Distribuição Territorial dos Beneficiários do Programa Bolsa Família em Rondonópolis/MT
Cristiane Porto Ferreira

Última alteração: 23-09-19

Resumo


A pesquisa trata-se da territorialidade do Programa Bolsa Família (PBF) na área urbana de Rondonópolis, criado em 2003 no Brasil, tornou-se o maior Programa de combate a fome da história, reconhecido nacionalmente e mundialmente. A lei federal que rege o PBF é a 10.836 assinada no ano de 2004. A desigualdade social é um grande desafio para os Estados e Municípios brasileiros, necessitando de medidas urgentes de combate pobreza e a pobreza extrema, as condicionalidades do PBF vem justamente nesse objetivo ao identificar os indivíduos em situação de vulnerabilidade dentre elas, a baixa renda, logo após a realização do Cadastro Único (CADUNICO) e a sua comprovação o beneficiário será direcionado ao sistema do PBF, e deverá cumprir algumas regras como, frequência escolar, peso de crianças e gestantes, que são normas que o regem. Os cadastros são de responsabilidade do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) oferecem informações e apoio as famílias em condições de vida desfavoráveis, para a manutenção das estruturas familiares, e também criam uma rede de proteção social com psicólogos, técnicos administrativos, assistentes sociais, apoio jurídico, e cursos profissionalizantes, entre outras atividades locais, nas praças, e nas comunidades em regiões periféricas. Para Milton Santos o Estado de bem estar social é um conjunto de ações que almeja melhorias a condição de vida dos cidadãos, nas áreas de saúde, educação, habitação, previdência e assistência social.Com o objetivo de analisar a distribuição territorial das famílias beneficiadas pelo PBF nos bairros de Rondonópolis esta pesquisa busca os números beneficiários através de dados do site do Mistério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Além de uma revisão de literatura, artigos, livros e documentos oficiais que englobam os conceitos de território, pobreza, e relações sociais. Nesta ótica as perspectivas de analise caminha entre as relações de território e famílias carentes. Os métodos para a delimitação e o estabelecimento de uma base a ser seguida, no qual é empregada no desenvolvimento do estudo para que sejam alcançados os objetivos propostos. A lógica adotada para abordagem, utilizará o método do materialismo histórico dialético, garantindo a objetivação conhecimento científico e a sua produção. Os resultados parciais desta pesquisa demostra os números de famílias cadastradas no PBF, sendo esses regiões periféricas de Rondonópolis trazendo historias e características distintas de cada território, elaborando assim mapas, quadros e tabelas de localização desses bairros e as famílias beneficiadas do programa. A prioridade nesta pesquisa são famílias juntamente com seu território e suas relações sociais, renda e qualidade de vida.


Palavras-chave


Bolsa Família, Pobreza, Território