Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Disponibilidade hídrica de uma bacia hidrográfica amazônica em diferentes cenários ambientais
Daniela Roberta Borella, Adilson Pacheco de Souza, Frederico Terra de Almeida, Alexander Claro Garcia

Última alteração: 10-10-19

Resumo


A forte pressão sobre o uso dos recursos naturais, em especial os recursos hídricos, gera grande preocupação e a necessidade de novas informações para a implementação de mecanismos de gestão adequada da água na região da Amazônia Mato-grossense. Região que está em crescente desenvolvimento socioeconômico, industrial e tecnológico; atividades que demandam uma enorme quantidade de água. Neste contexto, o principal objetivo da pesquisa é avaliar a disponibilidade hídrica da bacia hidrográfica do rio Teles Pires como resposta às mudanças climáticas. A primeira etapa da pesquisa que está em execução desde junho de 2018, consiste na seleção de seções que cumpram os requisitos mínimos para instalação de equipamentos especializados na medição de variáveis hidrometeorológicas nas sub-bacias dos rios Renato e Caiabi; afluentes da bacia hidrográfica do rio Teles Pires. A bacia do rio Teles Pires se encontra localizada nos Estados de Mato Grosso e Pará, e apresenta uma área de drenagem de 81.748,00 km². Inicialmente foram selecionadas duas seções no rio Renato e uma seção no rio Caiabi conforme os seguintes critérios: facilidade de acesso, local livre de ações antrópicas, leito e margem estáveis, trecho retilíneo com margens paralelas, perfil longitudinal regular e livres de remansos e dentre outros. Posteriormente foram instalados os sensores e datalogger das estações hidrometeorológicas (vazão-nível, turbidez, sedimentos de suspensão e de fundo e pluviosidade), meteorológicas e instalações elétricas, uma vez instalados, são realizadas campanhas mensais para coleta e manutenção dos equipamentos. As medidas de vazão líquida estão sendo realizadas mensalmente com molinete fluviométrico (método padrão) e com ADCP (método acústico doppler), bem como, medidas da produção de sedimentos em suspensão e de fundo. A próxima etapa da pesquisa é a caracterização do uso e ocupação do solo da bacia hidrográfica supracitada desde 1985 até o momento. Espera-se com os resultados desta pesquisa apresentar informações importantes a cerda da disponibilidade hídrica da região como respostas aos diferentes cenários ambientais, na perspectiva de subsidiar planejamento e execução de projetos hidroagrícolas e ambientais, para atender os diversos usos.

Palavras-chave


Mudanças climáticas, Rio Teles Pires, Modelagem hidrológica.