Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Análise dos atributos físico-hídricos do solo em área de Cerrado no Mato Grosso
Larissa Leite Pavão

Última alteração: 10-10-19

Resumo


As propriedades hídricas da superfície do solo integram parte da dinâmica de troca de energia e massa do sistema superfície-atmosfera e, portanto, o estudo dessas propriedades é fundamental, em termos gerais, para a compreensão do funcionamento do ecossistema. Uma importante variável físico-hídrica do solo é a condutividade hidráulica, que expressa facilidade com que o solo transmite água. O estudo dessa variável é particularmente importante porque ela se relaciona diretamente com outros processos hidrológicos do solo, a exemplo da infiltração. Como as propriedades hídricas do solo são diretamente influenciadas por suas propriedades físicas, tais como densidade, textura, umidade, porosidade e cobertura vegetal, supõe-se que as diferenças entre elas reflitam em mudanças nos fluxos de água desse solo. Nesse sentido, o objetivo desse trabalho é analisar as variáveis físico-hídricas do solo e como elas respondem às variações dos atributos físicos do solo. A área de estudo está localizada na fazenda Miranda, a região pertence ao município Santo Antonio de Leverger, localizado no estado de Mato Grosso. A fitofisionomia da vegetação é de Cerrado stricto sensu. Na área de estudo foi delimitado um transecto com 10 pontos, espaçados linearmente entre si, para coleta de amostras de solo e de dados de condutividade. A coleta de dados da condutividade hidráulica saturada foi feita com infiltrômetro de dupla carga instalado in situ em três campanhas divididas entre períodos pluviais distintos de 2018, um de transição (abril), um seco (junho) e um úmido (novembro). A coleta das amostras de solo, para caracterização física do solo, foi feita em abril 2018. Os resultados preliminares indicam que o solo da área de estudo tem homogeneidade nos atributos físicos, sendo ele de textura franco-argilo-arenosa, com porosidade variando entre 27% e 38%, a densidade entre 1,5 e 1,6 g cm-3 e umidade entre 14,5 e 19,6 gm cm-3. Quanto à condutividade hidráulica saturada, como é próprio dessa variável, foi observada variações mais significativas ao longo do transecto. Entretanto, sazonalmente, teve pequenas flutuações na média. O Coeficiente de correlação de Spearman entre a condutividade hidráulica saturada e os atributos físicos do solo indicam correlação positiva entre a condutividade hidráulica e a porosidade total do solo e negativa entre a condutividade hidráulica e a densidade do solo.


Palavras-chave


Condutividade hidráulica, saturação, física do solo