Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Efeitos cognitivos do ensino e prática do xadrez em escolares de 8 a 10 anos
Cleiton Marino Santana, Gabriel José Corrêa Mograbi

Última alteração: 04-10-19

Resumo


A concepção de que o ensino do xadrez está relacionado à melhora do desempenho acadêmico de estudantes, estimulou projetos de pesquisa em vários países ao longo das duas últimas décadas. Nos últimos anos, instrução de xadrez, música instrução e treinamento em memória de trabalho foram reivindicados como sendo capaz de treinar habilidades de domínio geral, como por exemplo: fluido raciocínio e inteligência, que, por sua vez, generalizam para outros aspectos cognitivos e habilidades acadêmicas como matemática. Assim, o objetivo desse trabalho é verificar a influência de 04 meses de aprendizagem e prática do xadrez sobre as habilidades cognitivas de crianças de 08 a 10 anos praticantes e não praticantes de xadrez. O projeto de pesquisa foi direcionado a analisar alunos de 8 a 10 anos, com idade escolar de 3º ao 5º ano do ensino fundamental, a organização e seleção dos grupos foram realizados em 07 fases. 1ª Fase – Realizou-se um levantamento do número de alunos de acordo com o ano escolar do 3.º ao 5.º ano e depois, foi realizado o sorteio aleatório. 2ª fase – Após a seleção dos alunos, todos os alunos selecionados para o projeto no grupo experimental, grupo controle Placebo e grupo controle sem estímulo receberam um envelope contendo todas as informações do projeto. 3ª fase – Nessa fase foram avaliados os procedimentos de inclusão e exclusão que foram avaliados junto aos pais. 4ª Fase – Para os alunos que cumpriram os requisitos anteriores, nessa fase foi repassado para os pais sobre os horários das oficinas de xadrez e de jogos. 5ª Fase – Foi apresentar a lista completa com todos os alunos para o início da avaliação com o teste Wisc-IV.  6ª Fase – Propôs selecionar os aplicadores do teste WISC-IV. Na 7ª fase - Foi realizada a avaliação cognitiva. A execução do projeto tem 03 etapas, primeiro a aplicação do pré-teste, segundo a intervenção e a terceira é a realização do pós-teste. Atualmente o projeto encontra-se na segunda etapa, então, segue os resultados do pré-teste. Os primeiros resultados identificaram que a média do QI e classificação do sexo masculino do 3.º ano masculino é de 112,5 (média superior), do 4.º ano é de 99,8 (inteligência média) do 5.º ano é de 108,4 (inteligência média).  Já a média dos QI e classificação do sexo feminino do 3°ano é de 109,4 (inteligência média), do 4.º ano é de 109,9 (inteligência média) e do 5.º ano é de 105 (inteligência média).


Palavras-chave


Xadrez; inteligência; escolar.