Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Farelo de soja de grãos avariados na alimentação de frangos de corte
Thuani Venâncio da Silva Pereira, Agnaldo Borge de Souza, Yuri de Oliveira Souza, Genéseio de Cássio Souza Cruz, Dionísia Souza Marques, Awanne Elize Pinto Silva, Cleber Franklin Santos de Oliveira, Gerusa da Silva Salles Corrêa

Última alteração: 09-10-19

Resumo


A soja (Glycine max L.) é considerada uma das mais importantes culturas agrícolas do mundo e atualmente o estado de Mato Grosso é o maior produtor do grão no país. Sendo a qualidade dos grãos um dos fatores mais importantes na comercialização. Dessa forma os produtores são penalizados conforme o nível de avaria encontrado, não podendo ultrapassar o limite estabelecido pelo MAPA de 8% para o grupo tipo II. Considerado o segundo componente mais utilizado nas dietas de não ruminantes, devido ao seu alto valor proteico, o uso do farelo a partir desses grãos avariados se faz como alternativa na nutrição de frangos de corte. O experimento foi conduzido na fazenda experimental do IFMT- campus são Vicente. Um total de 720 frangos machos foram distribuídos em delineamento inteiramente ao acaso, em cinco tratamentos, oito repetições de 18 aves cada. As dietas experimentais foram formuladas substituindo-se 0% (controle) de farelo de soja sem avaria por farelo avariado em 4, 8, 12 e 16% de avaria respectivamente. Na fase de crescimento, 22 a 33 dias de idade, não foi observado efeito significativo para consumo de ração, ganho de peso e conversão alimentar. Demonstrando que o uso de até 16% da substituição por farelo de soja avariado não influenciou no desempenho das aves na respectiva fase.

 


Palavras-chave


desempenho; grãos danificados; soja

Texto completo: PDF