Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
ANÁLOGO HÍDRICO-ELÉTRICO DO CAULE COM CAPACITÂNCIA HÍDRICA VARIÁVEL
Luis Philippe Arruda Lima, Denilton Carlos Gaio

Última alteração: 10-10-19

Resumo


A capacitância hídrica, no contexto da analogia hídrico-elétrica, está relacionada com o armazenamento de água e com o potencial hídrico do sistema estudado. Em trabalhos anteriores, essa capacitância hídrica foi tratada como sendo constante em todas as partes do contínuo SPA (Solo-Planta-Atmosfera). No entanto, os resultados de alguns trabalhos experimentais, pertencentes à literatura, indicam que o estoque de armazenamento de água varia em relação ao tempo, especialmente em se tratando do caule. Dessa forma, com intuito de aprimorar o desempenho dos análogos hídrico-elétricos, o objetivo deste trabalho foi desenvolver, em ambiente QUCS (Simulador de Circuito Totalmente Universal), um circuito elétrico análogo à capacitância hídrica variável do caule de plantas vasculares. Na etapa da modelagem, expandiu-se o volume de água por meio de uma função polinomial com a utilização do EDD (Dispositivo Definido por Equação). Além disso, definiu-se a capacitância como uma função da variação do potencial hídrico no caule. Para a calibração do modelo, desenvolveu-se um experimento com 198 lisímetros de pesagem adaptados para plantas de pequeno porte com intuito de obter dados de fluxo hídrico volumétrico e de quantidade de água armazenada no caule de plantas de feijão comum (Phaseolus vulgaris L.), submetidas a 13 diferentes quantidades de água no solo, durante a estação chuvosa, em Cuiabá-MT. Os coeficientes da função polinomial foram obtidos por meio do ajuste de curva entre a quantidade de água armazenada no caule e o potencial hídrico do solo. Obteve-se, para um período de 24 horas, um comportamento oscilatório da variação da capacitância hídrica, que, para a planta, pode ser um dos reflexos da variação do diâmetro do caule, que está relacionada com as diferenças entre as taxas de transpiração e de absorção de água pela raiz. Os resultados obtidos neste trabalho se assemelham com os obtidos pela literatura e potencializam a utilização da modelagem análoga hídrico-elétrica como sendo uma técnica eficiente no estudo da dinâmica hídrica no caule.


Palavras-chave


Capacitor hídrico variável; Modelagem no QUCS; Dispositivo hídrico do caule.