Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
A Epistemologia dos Saberes na Produção de Si: Etnografia sobre Mulheres Transexuais e Travestis na Prostituição
Jaqueline Angelo dos Santos Denardin

Última alteração: 07-10-19

Resumo


Neste trabalho pretende-se buscar e analisar os saberes de mulheres transexuais e travestis que vivem em situação de prostituição, com o objetivo de encontrar e identificar quais são esses saberes e/em sua episteme compreendê-los. Esta pesquisa que será de cunho etnográfico, conduzida pela observação e participação no cotidiano dessas mulheres que vivem em situação de prostituição, também terá uma abordagem analítica qualitativa-interpretativista dos dados, ou seja, das ocorrências á serem observadas e analisadas, a partir da materialidade linguística presente em entrevistas que serão realizadas com estas mulheres, individual e coletivamente. Portanto, a partir dos discursos presentes nos dizeres destas mulheres e nas descrições do diário de campo, escrito nos momentos de observação e participação no seu dia-a-dia, pensa-se que será possível identificar e solenizar esses saberes construídos e que constituem a episteme dos conhecimentos das mulheres transexuais e travestis em situação de prostituição, os quais têm legitimado sua existência e resistência nessa sociedade que não reconhece a travesti e a transexual como mulheres de/com direitos, assim como os demais cidadãos, analisando as relações existentes entre a transexualidade, travestilidade e a heterosexualidade compulsória.