Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Desenvolvimento vegetativo, produtividade e composição do óleo essencial de Piper aduncum L. (Piperaceae) em função dos locais de coleta de sementes
ludmila porto piton, Maria de Fátima Barbosa Coelho

Última alteração: 01-10-19

Resumo


Piper aduncum conhecido popularmente como "pimenta-de-macaco" vem despertando atenção e interesse por parte de pesquisadores pelo uso medicinal. Além disso, esta planta tem grande importância econômica por possuir alto teor de óleo essencial, que vem sendo testado com êxito como pesticidas. Sendo assim, o presente estudo tem como objetivo contribuir para o sistema de cultivo da espécie P. aduncum, desde o desenvolvimento vegetativo até a produtividade em função de diferentes locais de coletas de sementes de plantas matrizes e as épocas de cortes. As sementes serão coletadas em sete locais (municípios) distintos no estado de Mato Grosso. Os experimentos serão realizados em três etapas. As duas primeiras etapas serão realizadas no município de Várzea Grande – MT, que será feito a produção das mudas e o desenvolvimento das plantas. A terceira etapa será realizada em laboratório especializado para análise dos constituintes químicos do óleo essencial. 1° etapa: Para a produção de mudas, o delineamento experimental será o inteiramente casualizado, onde os tratamentos consistirão nos locais de coleta das sementes. Cada tratamento será composto por cinco repetições de 25 mudas. Após 90 dias serão retiradas algumas mudas, onde os parâmetros avaliativos serão: desenvolvimento morfológico da planta e teor de clorofila. 2° etapa:  As mudas desenvolvidas serão transplantada (90 DAS) para sacos plásticos, onde ficará por um período de 24 meses. Nesta etapa também serão realizada avaliações morfológicas e teor de clorofila nas seguintes idades: 6, 9, 12, 15, 18, 21, 24 meses após a semeadura. Cada tratamento também será composto por cinco repetições de 25 plantas. Para as avaliações de teor, produtividade e composição do óleo essencial, as plantas serão cortadas a 40 cm do solo com o auxílio de um facão nas seguintes idades: 12, 18 e 24 meses após a semeadura. Sendo assim, o delineamento experimental será inteiramente casualizado no esquema fatorial (7 x 3), sete locais de coleta e três épocas de corte, com cinco repetições de 25 plantas/repetição. 3° etapa: Para a extração do óleo essencial, será realizado através do processo de hidrodestilação. O teor de óleo essencial será calculado em função do volume de óleo e massa seca das plantas. Para o cálculo de produção de óleo essencial, será multiplicada a produção de folhas obtida pelo teor de óleo. Para a identificação e quantificação dos constituintes do óleo essencial, será utilizada cromatografia gasosa com detector de ionização de chama e cromatografia acoplada à espectrometria de massas, respectivamente. Algumas variáveis serão analisadas por regressão polinomial em função da idade de corte e locais de coleta, utilizando nível de significância de 5% de probabilidade para o teste F. Para as demais variáveis, onde não será possível ajustar uma equação de regressão, elas serão comparadas pelo teste de Tukey a 5%. Espera-se que descubra as procedências que apresentam sementes de P. aduncum com qualidade e a melhor época de corte desta planta para maior produtividade do óleo essencial e quantidade de compostos químicos majoritários, além, da disponibilidade de uma coleção de acessos desta espécie para estudos posteriores.