Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
CRIANÇAS E A PRODUÇÃO ASSOCIADA: ANÁLISE DA REALIDADE COMO ESPAÇO DE CONSTRUÇÃO DE SABERES E FAZERES
Luana da Cruz Burema, Edson Caetano

Última alteração: 01-10-19

Resumo


Este resumo é resultado de uma pesquisa de mestrado realizada no PA (Projeto de Assentamento) Santana do Taquaral, localizada no município de e Santo Antônio de Leverger, Mato Grosso. Tal assentamento se encontra a, mais ou menos, 103 km do final da cidade de Cuiabá, onde seu acesso se dá pela BR 163/364. A conquista deste espaço de deu através de um longo período de luta, resistência e articulação com o INCRA. Tal processo de formação da comunidade acarretou em consequências históricas, deixando grandes lacunas referentes a: consciência de classe, a politização do movimento para a conquista da terra, o trabalho coletivo e a autogestão. Tais fatores fizeram com que a comunidade não conseguisse levar a diante o projeto de produção associada, materializado na construção de uma farinheira, pois o individualismo da comunidade levou ao seu fim. Diante disso temos como objetivo geral: compreender como as crianças que estudam na Escola Estadual Santana do Taquaral apreendem a produção material e imaterial da vida a partir da educação formal e dos saberes populares e se a escola compreende o seu papel na formação dessas crianças de forma a negar ou valorizar sua existência no campo, buscando ou não a superação dos limites e contradições históricos da comunidade. Quanto ao método buscamos nos orientar sob a luz do materialismo histórico dialético, uma vez que tal método nos permite analisar a realidade em sua concretude de forma a compreendê-la e modificá-la, buscando a superação dessa sociedade e a construção de uma nova. Por fim, acreditamos que por mais que a escola Santana do Taquaral ainda tenha em sua prática contradições e limitações que necessitam serem trabalhadas, é válida a tentativa que fazem com seus educandos e educandas de modo a procurarem conciliar os saberes produzidos no campo com os saberes escolares, buscando reafirmar as identidades de seus alunos e alunas e a superar os limites e contradições da comunidade.

@page { size: 21cm 29.7cm; margin: 2cm } p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 115%; background: transparent }

@page { size: 21cm 29.7cm; margin: 2cm } p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 115%; background: transparent } a:link { color: #000080; so-language: zxx; text-decoration: underline } a:visited { color: #800000; so-language: zxx; text-decoration: underline }

Este resumo é resultado de uma pesquisa de mestrado realizada no PA (Projeto de Assentamento) Santana do Taquaral, localizada no município de e Santo Antônio de Leverger, Mato Grosso. Tal assentamento se encontra a, mais ou menos, 103 km do final da cidade de Cuiabá, onde seu acesso se dá pela BR 163/364. A conquista deste espaço de deu através de um longo período de luta, resistência e articulação com o INCRA. Tal processo de formação da comunidade acarretou em consequências históricas, deixando grandes lacunas referentes a: consciência de classe, a politização do movimento para a conquista da terra, o trabalho coletivo e a autogestão. Tais fatores fizeram com que a comunidade não conseguisse levar a diante o projeto de produção associada, materializado na construção de uma farinheira, pois o individualismo da comunidade levou ao seu fim. Diante disso temos como objetivo geral: compreender como as crianças que estudam na Escola Estadual Santana do Taquaral apreendem a produção material e imaterial da vida a partir da educação formal e dos saberes populares e se a escola compreende o seu papel na formação dessas crianças de forma a negar ou valorizar sua existência no campo, buscando ou não a superação dos limites e contradições históricos da comunidade. Quanto ao método buscamos nos orientar sob a luz do materialismo histórico dialético, uma vez que tal método nos permite analisar a realidade em sua concretude de forma a compreendê-la e modificá-la, buscando a superação dessa sociedade e a construção de uma nova. Por fim, acreditamos que por mais que a escola Santana do Taquaral ainda tenha em sua prática contradições e limitações que necessitam serem trabalhadas, é válida a tentativa que fazem com seus educandos e educandas de modo a procurarem conciliar os saberes produzidos no campo com os saberes escolares, buscando reafirmar as identidades de seus alunos e alunas e a superar os limites e contradições da comunidade.

 


Palavras-chave


Trabalho e educação, Produção associada, GEPTE.