Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Influência de retardantes de fogo sobre o crescimento inicial de Schizolobium amazonicum
Elen Silma Oliveira Cruz Ximenes, Andrea Carvalho da Silva, Alison Martins dos Anjos, Leila Fernanda da Silva Zancan, Herculis Nogueira

Última alteração: 02-10-19

Resumo


Retardantes de fogo são ferramentas que otimizam a extinção de incêndios florestais. Porém, os efeitos sobre o ambiente carecem de elucidação e no Brasil, o uso de tais produtos ainda é incipiente. Considerando-se o elevado número de incêndios florestais e suas consequências sobre solo, fauna e flora, os retardantes podem ser aliados no combate ao fogo descontrolado ou usados de forma preventiva. Para a utilização segura dessa ferramenta, fazem-se necessárias pesquisas sobre o seu efeito nos ecossistemas, principalmente no que diz respeito à vegetação nativa. Algumas pesquisas apontam os polímeros hidroretentores consolidados como condicionadores de solo na agricultura, como uma alternativa economicamente viável e sustentável para retardar chamas. Portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar o crescimento inicial de Schizolobium amazonicum sob diferentes concentrações de retardantes de fogo e de um polímero hidroretentor. O experimento foi conduzido na casa de vegetação do setor de Produção Vegetal da Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Sinop. Os tratamentos consistiram em aplicações via solo e via foliar dos retardante de fogo, Phos-Chek WD-881 nas concentrações: 0; 0,30; 0,60; 0,80 e 1,00 ml L-1; Hold Fire nas concentrações 0; 0,70; 0,90; 1,20; e 1,50 ml L-1 e do polímero hidroretentor Nutrigel nas concentrações 0; 0,25; 0,50; 0,75 e 1,00 g L-1. As mudas que receberam os tratamentos via solo eram provenientes de semeadura direta no substrato, já as mudas tratadas via foliar foram germinadas em câmara de vegetação e transplantadas para os tubetes de 290 e 820 cm³ contendo substrato orgânico mineral. As análises de crescimento foram feitas aos 15 e 80 dias após a semeadura e transplantio das mudas. As variáveis de crescimento avaliadas foram: número de folhas, número de folíolos, altura, diâmetro do coleto, volume de raiz, massa seca das folhas, massa seca do caule, massa seca de raiz e massa seca total. O experimento foi instalado no dia 20/07/2018 e finalizado no dia 30/10/2018, com duração de 102 dias. O delineamento foi inteiramente cazualizado, com 10 repetições por tratamento. Cada produto foi analisado separadamente para cada forma de aplicação. Realizou-se análises de variância, e quando significativas (p<0,05) as médias foram comparadas pelo Teste de Tukey a 5% de probabilidade. Os resultados indicam que as concentrações do retardante Phos-Check testadas tanto via solo quanto via foliar não prejudicam o crescimento inicial da espécie S. amazonicum. A concentração 1,20 ml L-1 de Hold Fire via solo tem efeito positivo sobre a altura dessa espécie. Várias aplicações, da maior concentração testada (1,50 ml L-1)via foliar de Hold Fire, no decorrer do tempo, tem efeito negativo sobre o acúmulo de massa seca de S. amazonicum. O uso do polímero hidroretentor Nutrigel no combate a incêndios florestais nas concentrações aplicadas via solo ou foliar, não afeta o crescimento inicial da espécie S. amazonicum.

Palavras-chave


incêndios, vegetação nativa, polímero hidroretentor