Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
TIC NO PROCESSO FORMATIVO DE ACADÊMICOS DA LICENCIATURA EM MATEMÁTICA
Alvaro Júnio Bertipaglia da Silva, Adelmo Carvalho da Silva

Última alteração: 01-10-19

Resumo


Este estudo busca compreender as contribuições das disciplinas de Tecnologias para o Ensino de Matemática no processo formativo dos acadêmicos do curso de licenciatura plena em Matemática da UFMT – Campus Cuiabá. As investigações produzidas no âmbito dessa perspectiva têm constatado que para incluí-las de maneira eficiente é necessário concebê-las como recurso que potencialize a aprendizagem, e não apenas como uma ferramenta para agilizar uma atividade. Diante desta situação, a pesquisa tem como propósito responder à seguinte questão: De que formas as disciplinas relacionadas às TIC dos cursos de Licenciatura em Matemática contribuem para a formação inicial do professor de matemática? Sendo assim, com o intuito de responder a questão-problema, busca-se nos autores da área inicialmente, as concepções defendidas para a formação inicial de professores de matemática. Eles teorizam a respeito da necessidade de se basear em um paradigma que proporcione uma formação sólida além da racionalidade técnica. Além de incluir conteúdos da ciência que se pretende ensinar, é preciso que se compreenda a melhor maneira de aplicá-los na prática, e os inúmeros outros âmbitos que rodeiam esse processo. Devem ser levados em consideração aspectos pedagógicos, de respeito a trajetória e tempo do aluno, que preserve a liberdade e a igualdade dos sujeitos, valorizando suas experiências de vida, buscando dar espaço a grande complexidade do processo educacional. Em seguida, ao incluir TIC na formação inicial de professores, os autores indicam a necessidade de ressignificar práticas. Ao invés de compreendê-las como um instrumento, conduzindo os alunos para uma aula no laboratório de informática, é necessário que se compreenda, que elas, quando sistematizadas e bem planejadas devem fazer parte de todo o processo de ensino-aprendizagem como um recurso. A pesquisa utiliza das abordagens da pesquisa qualitativa e do método interpretativo para analisar o conteúdo da reflexão de quatro acadêmicos da licenciatura em Matemática acerca de sua formação inicial para a docência na educação básica e a inclusão das TIC nesse processo. Os instrumentos utilizados na análise foram as entrevistas com os colaboradores da pesquisa e análise do plano político pedagógico do curso de licenciatura em Matemática. Por meio dos dados produzidos pela pesquisa, foi possível interpretá-los por meio de três eixos de análise: Concepções sobre a formação inicial do professor de matemática, Concepções sobre a matemática e seu ensino e Concepções dos estudantes a respeito do uso das TIC como recursos nos processos de ensino-aprendizagem. Os dados produzidos até o momento, visto que a pesquisa ainda não está concluída, indicam que os esforços do curso para promover uma formação voltada para este paradigma existe em termos de projeto político. Porém, os colaboradores da pesquisa revelam que essa formação ainda é insuficiente. Segundo eles, no geral, a articulação com o que aprendem na universidade e a educação básica é muito pequena e muito fragmentada. A pesquisa então, atua no sentido de dar voz aos alunos do curso, como uma medida que pode ser utilizada pelos colegiados de curso quando forem reformular seus currículos diante das novas diretrizes curriculares.


Palavras-chave


Formação inicial. Professor de matemática. TIC.