Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
A ESCOLA DOMÉSTICA “DONA JULIA” DE CUIABÁ-MT: NAS PÁGINAS DA REVISTA A VIOLETA – (1946-1961).
GABRIELLA Moura da Silva, Nilce Vieira Campos Ferreira

Última alteração: 01-10-19

Resumo


Este estudo propomos investigar a Escola Doméstica Dona Júlia – EDDJ, na cidade de Cuiabá, Mato Grosso, no período de 1946 a 1961. Justificamos o recorte temporal devido ao fato de que o ano de 1946, a escola é inaugurada. Encerramos em 1961 quando foi aprovada a Lei de Diretrizes e base da Educação, que promove mudanças no âmbito da educação. O objetivo da pesquisa é analisar e compreender os motivos da fundação e criação da EDDJ, bem como trazer algumas reflexões sobre a formação ofertada para mulheres na instituição pesquisada. Temos como fontes a pesquisa bibliográfica, análise de fontes documentais, tais como: atas, relatórios, legislação, documentos oficiais de criação, materiais didáticos, diários, além de publicações constantes na Revista A Violeta que, durante os anos de sua circulação publicitou informações referentes à organização da EDDJ. Procura-se por meio da pesquisa responder os seguintes questionamentos: Quais os motivos da criação e fundação da EDDJ? Como se deu a escolarização feminina na instituição? De acordo com algumas informações preliminares, identificamos que a EDDJ teve como objetivo principal formar uma mulher que se voltasse para a administração do lar, que se tornasse responsável pelo cuidado com a família, enfim, a EDDJ foi mais uma instituição escolar brasileira que escolarizou o doméstico, instruindo as moças para uma atuação eficaz nos afazeres cotidianos do lar.


Palavras-chave


História da Educação. Formação para Mulheres. Ensino Doméstico.