Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Título: Análise de extremos climáticos de temperatura do ar no estado de Acre.
Wisnel Joseph

Última alteração: 09-10-19

Resumo


Resumo[1]: As evidências científicas das mudanças climáticas estão normalmente associadas as variações da temperatura do ar e da precipitação, obtidas em estações meteorológicas de superfície no mundo, e tem despertado um grande interesse no público e na comunidade científica. As mudanças climáticas são atualmente consideradas como uma das mais sérias ameaças ao desenvolvimento socioeconômico dos países em desenvolvimento, podendo ser consideradas como uma variação estatisticamente significativa no estado médio do clima ou em sua variabilidade, com persistência por períodos prolongados. As avaliações do comportamento da temperatura do ar podem indicar a frequência de ocorrência de extremos climáticos e seus impactos na agricultura, nos recursos hídricos, na saúde, no meio ambiente, em escalas local ou regional. Este projeto objetiva verificar se há ocorrência de alterações nas tendências de índices de detecção de mudanças climáticas derivados das temperaturas máximas e mínimas em duas estações meteorológicas convencionais (Rio Branco & Tarauacá) do estado de Acre. Essas estações são pertencentes a rede do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e possuem dados disponibilizados no BDMEP (Banco de Dados Meteorológicos Para Ensino e Pesquisa). Foi empregado o software RCLIMDEX 1.9.0 para definição numérica de 16 índices de detecção recomendados pelo CCI/CCLIVAR (Climate Change Detection Monitoring and Indices) de distribuição gratuita e disponibilizado para download no website da ETCCDMI (http://cccma.seos.uvic.ca/ETCCDMI/). Para cada estação meteorológica foram considerados dados mínimos de 30 anos. Para análise estatística foram considerados como indicativos a tendência linear da série (obtida pelo método dos mínimos quadrados), nível de significância (valor p), estatística da tendência, coeficiente de determinação (R2) e erro padrão da estimativa. Nesse caso, foram consideradas apenas tendência linear (positiva ou negativa) superior ao erro padrão de estimativa e significativa a p<0,1. Como resultados, nas duas estações meteorológicas convencionais avaliadas, observou-se uma tendência positiva por todos os índices (TMAX, TMIN, DTR, SU25, TR20, TXX) que foram significativos, exceto a amplitude diária da temperatura (DTR) na cidade de Rio Branco. Considerando a estação de Tarauacá, esses índices que foram significativos são aqueles que estão associados à temperatura máxima diária indicando, portanto, a existência das tendências para suas variações ao longo dos anos avaliados. Portanto, nos últimos 30 anos, ocorreram alterações significativas no comportamento dos índices climáticos especialmente no aumento da temperatura do ar nas duas cidades avaliadas no estado do Acre que podem estar associadas a causas naturais da circulação atmosférica e/ou antropogênicas.

Palavras-Chave: Mudanças Climáticas; Extremos climáticos; Estação meteorológica convencional.

 


[1] Resumo de Wisnel Joseph, discente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais, Instituto de Ciências Naturais, Humanas e Sociais, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Sinop.