Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Estado nutricional e mortalidade em idosos admitidos e readmitidos em unidade de terapia intensiva
Francilene Oliveira Andreo

Última alteração: 09-10-19

Resumo


Introdução: A ocorrência de reinternações é comum nas instituições hospitalares no Brasil e no mundo e constituem um problema de saúde pública. Pacientes reinternados apresentam piora no estado nutricional, maiores risco de complicações hospitalares e de mortalidade. E esse quadro pode se agravar principalmente em pacientes idosos em cuidados intensivos.  Objetivo: Avaliar o estado nutricional e a mortalidade de pacientes idosos que internam e reinternam em unidade de terapia intensiva (UTI) de um hospital de Cuiabá-MT. Método: Trata-se de um estudo observacional retrospectivo realizado em UTI de um hospital em Cuiabá - MT.  A amostra é composta por pacientes idosos, de ambos os sexo, internados ou reinternados em UTI de um hospital na cidade de Cuiabá- MT. Para coleta das informações, foram utilizados dados do formulário do serviço nutricional da UTI. Resultados parciais: Do total de 2159 pacientes internados na unidade de terapia intensiva, nos anos de 2014 e 2015, foram elegíveis 1315 (60,9%) e excluídos 844 por não serem idosos. Entre os 1315 pacientes, 698 (53,1%) eram do sexo feminino e 617 (46,9%) do sexo masculino, com idade média de 73,2±8,8 anos. Os dados bioquímicos inflamatórios mostraram uma razão PCR albumina de 32,6±37,5. O tempo de permanência na UTI foi 8,3±10,5 dias e a mortalidade geral foi de 19,4% (n=255).


Palavras-chave


Palavras-chave: Idoso; Cuidados intensivos; Readmissão hospitalar.