Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
AGRICULTURA FAMILIAR E ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO AGRÁRIO: ESTUDO DE CASO NO DISTRITO DE MIMOSO- MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DE LEVERGER-MT
Louis Antoniel JOSEPH

Última alteração: 10-10-19

Resumo


RESUMO

A partir de 1960, a agricultura brasileira passou por um processo de modernização que levou os pequenos agricultores abandonar suas propriedades, por não terem condições de concorrer com os grandes latifundiários do país. Viram-se, então, obrigados a buscar novas alternativas para se produzir, gera renda e cumprir sua função social. Em um país com fortes raízes agrárias centradas no latifúndio, com políticas públicas voltadas em grande medida para o agronegócio, a agricultura familiar não é atendida de forma eficiente e funcional pelos programas e políticas direcionados ao setor. Porém, ela (agricultura familiar) é responsável por grande parte do fornecimento de alimentos no Brasil, muitas vezes carecem de assistência técnica que são primordiais para melhorar a produção. O objetivo desta pesquisa analisar as condições produtivas das unidades familiares no Distrito de Mimoso. Para tanto, a metodologia utilizou para este estudo de caso, a revisão bibliográfica e uma pesquisa de campo, essa última correspondeu à coleta de dados primários através das entrevistas semiestruturadas e conversas informais com alguns residentes mimoseanos, a fim de compreender como essas famílias se mantêm para suas sobrevivências na Comunidade. Os dados apontam que a agropecuária representa a principal fonte de renda para sobrevivência das famílias. O destino dessa produção é voltado à alimentação familiar, e o excedente é para a venda. Enfim, conclui-se que em um contexto de desenvolvimento local/regional, é necessário dar mais atenção para agricultura familiar, deixar de vê-la, como agricultura de subsistência. Esta deve ser tratada pelo setor público tanto privado para poder estabelecer das políticas necessárias para melhorar o bem-estar da população rural.

Palavras-chave: Agricultura familiar, Diversidade de produção, Mimoso.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Louis Antoniel JOSEPH, Mestrando do programa da Pós-Graduação em Geografia- Universidade Federal de Mato Grosso-UFMT, Campus Cuiabá.