Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Universidade Popular Comunitária: A importância da comunidade na educação
Loedilza Milicia Silva

Última alteração: 01-10-19

Resumo


A Universidade Popular Comunitária (UPC) foi conhecida por ser uma universidade dos sonhos de cada pessoa que participou da sua formação. O projeto da Secretaria Municipal de Educação teve início em 2002 na gestão do secretário Carlos Alberto Reyes Maldonado, que escolheu os bairros mais empobrecidos e de maiores índices de violência da capital cuiabana para a instalação dos seus campi. Partindo de Paulo Freire entendeu-se que a não escolarização ou alfabetização de adultos compromete o desenvolvimento pessoal, cultural e até econômico dessas pessoas, da comunidade e até do país. Porque se elas tivessem sido alfabetizadas quando crianças, agora que já são adultos, estariam nas universidades. A ideia de autonomia e emancipação política permeava todas as suas construções, por isso o início do seu trabalho era realizado uma entrevista com todos os estudantes e comunidade, com o intuito de conhecer a realidade local para depois tecer coletivamente um currículo vivo e participativo. Na UPC tudo era coletivo, não havia coordenador, diretor ou secretário escolar que decidisse ações sem os estudantes, que participavam junto com os artisentes (professorxs). Todas ações eram comunitárias, a começar pela construção do currículo, limpeza do local de estudo, pela confecção do próprio lanche, serviços da secretaria, da prestação de conta, do que era comprado e utilizado por tod@s. Como tudo era de tod@s, a responsabilidade também era coletiva. A avaliação do percurso era uma produção coletiva e sonhada, realizada pela mão da comunidade, através de teatros, filmes, livros e diversas outras produções, feito a partir do vivido de cada um. Os professores/professoras eram chamados de artisentes (sentir e fazer com arte) e os estudantes eram chamados de coartisentes. Todos os artisentes participavam em grupos de pesquisa da UFMT – GPMSE, e por isso estavam em constantes produção que deu origem a filmes, livros, dissertações e teses sobre a UPC. Essa forma de fazer educação foi semente expressiva da educação freireana, permitiu uma intervenção coletiva na administração da cidade, pela qual ela, a UPC, terminou sendo extinta, na prática.


Palavras-chave


Universidade Popular Comunitária, Educação de Jovens e Adultos e emancipação.