Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
O olhar científico no universo cinematográfico e o Youtube.
Lohaine Lohmann

Última alteração: 17-10-19

Resumo


A relação da ciência e tecnologia com a comunicação ocorre em dois momentos distintos: o primeiro está relacionado ao processo de tornar comum o saber científico, por meio da popularização, divulgação e difusão; o outro momento é relacionado aos suportes midiáticos utilizados nessa divulgação como mídias, museus, centros de ciências, exposições, entre outros meios de mediação. Admitindo a interdependência entre ciência e os agentes midiáticos difusores, podemos entender que ciência é comunicação, ou, ao menos, depende da comunicação para a circulação de seus achados, seja entre cientistas ou para a população. O processo de comunicação não é um processo de fusão. Não se comunica a ciência, a ciência deve ser vivenciada por cada um. Só assim será possível alcançar o potencial da cultura científica. A relação entre ciência e mídia que procuramos traçar neste trabalho vai além das reportagens sobre ciência que são veiculadas nos meios de comunicação. Sobre essa relação, já é conhecida a influência que os meios comunicacionais exercem na divulgação de pesquisas em jornais, revistas, rádios, televisão e internet. O que queremos refletir é como a mídia cinema contribui para o fortalecimento da cultura científica e se é possível encontrar na plataforma digital Youtube discussões sobre ficção científica e se esses filmes provocam questionamentos para além do entretenimento. Sobretudo como a questão da ciência é abordada por especialistas e espectadores no Youtube. Buscamos também verificar, a partir da plataforma, quais são os canais mais procurados voltados para o cinema de ficção científica; as análises fílmicas realizadas pelos youtubers e como se dá a interação com os seguidores. A revolução tecnológica tem influência direta nas mudanças cinematográficas. A ligação entre cinema e ciência, por exemplo, existe desde o surgimento do cinema até os dias atuais em que nos deparamos com as mais variadas tecnologias, como as telas IMAX, as tecnologias 3D e Macro XE. Além das questões técnicas, o que iremos trabalhar é a relação da ciência nas narrativas cinematográficas de ficção científica. A ficção científica se caracteriza como a classificação mais conhecida nessa relação entre ciência e cinema, porém gêneros como documentário e cinema científico também fazem parte dessa aproximação. Para a definição dos canais a serem analisados utilizaremos autores como Robert K Yin (2001) e suas constatações voltadas para planejamento e análise do estudo de caso. A discussão entre teoria e prática será embasada em Bardin (2011) e as três fases fundamentais da análise de conteúdo: pré-análise, exploração e tratamento dos resultados.

Palavras-chave


ficção científica; redes sociais; interação.