Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
EFICIÊNCIA SIMBIÓTICA DE ISOLADOS BACTERIANOS NATIVOS DO NORTE DEMATO GROSSO EM PLANTAS DE FEIJÃO SOB DÉFICIT HÍDRICO
Ivanildo Guilherme Henrique, Martha Viviana Torres Cely, Larissa Venturini Della Flora

Última alteração: 02-10-19

Resumo


A baixa umidade e altas temperaturas na zona radicular afetam adversamente a sobrevivência e infecção rizobiana de raízes de feijão, formação de nódulos e desenvolvimento do sistema enzimático, comprometendo a fixação simbiótica de nitrogênio atmosférico. Dessa maneira, torna-se necessário identificar bactérias simbióticas, com eficiência na fixação biológica de nitrogênio em condições adversas, principalmente de umidade e temperatura. Nesse sentido, este projeto busca avaliar se estirpes bacterianas nativas isoladas em condições de restrição hídrica apresentam eficiência simbiótica e se melhoram o desempenho de plantas de feijão sob déficit hídrico. A princípio, foram isoladas estirpes de bactérias nativas associadas as plantas de feijão, cultivadas sob severa restrição hídrica. Após a purificação das cepas, foram obtidos oito isolados, denominados FNE01, FNE02, FNE03, FNE04, FNE05, FNE06, FNE07, FNE16, oriundos de plantas das cultivares de feijão comum BRS Requinte, Madrepérola e ANFc 9. Estes isolados serão caracterizados quanto a capacidade de solubilização de fosfato e crescimento sob altas temperaturas. Será também avaliada a nodulação pelas estirpes selecionadas, por meio de um ensaio em casa de vegetação, utilizando a metodologia de inoculação em vasos de Leonard, com substrato a base de areia, lavada e autolavada e solução nutritiva de Norris. Neste ensaio, as plantas serão inoculadas com uma suspenção de bactérias, crescidas em meio YMA (líquido), sendo cultivadas até período próximo a floração. Será determinando a altura de planta, diâmetro do caule, massa seca de parte aérea e sistema radicular, número de nódulos e massa seca dos nódulos. Os isolados que melhor se apresentarem, serão submetidos a avaliação da nodulação e desempenho simbiótico, sob restrição hídrica. As plantas serão mantidas em casa de vegetação com fornecimento de solução nutritiva, isenta de nitrogênio e aos 30 dias após emergência, estas serão submetidas a déficit hídrico, por 4 dias, visando avaliar a eficiência simbiótica das estirpes isoladas em plantas de feijão sob restrição hídrica. Pretende-se caracterizar a partir de inoculação em meio de cultura específico, estirpes bacterianas nativas, isoladas em condições de pouca disponibilidade de água e avaliar seu potencial simbiótico e de fixação biológica de nitrogênio atmosférico. Além de investigar a capacidade de solubilização de fosfatos pelos isolados e a tolerância a elevadas temperaturas, bem como a influência da temperatura na colonização e crescimento dos isolados. Busca-se, desse modo, identificar isolados que melhorem o desempenho e proporcionem incremento produtivo as plantas de feijão sob déficit hídrico durante desenvolvimento vegetativo da cultura. De modo a possibilitar a produção de um produto microbiológico (inoculante), com estirpes eficientes na simbiose sob condições adversas de temperatura e umidade do solo.

Palavras-chave


Fixação biológica; Rhizobium spp.; Estresse hídrico