Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
A intuição como método filosófico e a conciliação entre o físico e o metafísico: Espaço e Tempo em Bergson.
Elizaura Rihbane

Última alteração: 08-10-19

Resumo


Henri Bergson é um dos autores da filosofia contemporânea que propõe através dos conceitos de espaço e tempo propostos por ele, uma renovação da metafísica depois de Kant, Bergson é um dos precursores na crítica e ao mesmo tempo na relação com as ideias kantianas. O estudo da filosofia da consciência, em que Bergson confere um papel fundamental ao tempo da consciência, é o ponto de partida para o nosso autor expor suas ideias sobre a metafísica e sobre a experiência, ele traz para sua obra as críticas à ciência e destaca os problemas enfrentados pela filosofia, e também ressalta a importância da filosofia e da ciência na nossa realidade, tanto quanto a importância de uma metafísica voltada para o real, e observada na experiência. O que Bergson propõe é uma nova forma de fazer filosofia voltada para a realidade e, através disso, uma conciliação entre o metafisico (tempo) e o físico (espaço), bem como, a definição e limitação do método científico no campo da ciência, e do método intuitivo para a filosofia. Segundo quanto Bergson propõe em sua filosofia, podemos afirmar que, seria possível uma conciliação entre filosofia e ciência, desde que, os seus objetos sejam delimitados dentro de cada método e na experiência as duas complementam-se, podendo assim, expandir o conhecimento científico e metafísico.


Palavras-chave


Filosofia, Ciência, Tempo