Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Miss Gay : o protagonismo gay e os atos performáticos de gênero
Muryllo Rhafael Lorensoni

Última alteração: 17-10-19

Resumo


Este estudo etnográfico, busca problematizar aspectos relativos às ações sociais no que diz respeito ao destaque dado ao protagonismo gay, especificamente da arte transformista dos concursos de beleza designados concursos de Miss. As reflexões aqui colocadas visam à compreensão da lógica própria utilizada nesses certames que opera a partir de uma articulação de conceitos vinculados aos marcadores sociais da diferença, tais como gênero, sexualidade, raça, classe, geração e etnicidade. É necessário mencionar que este estudo, inserido nos campos teóricos dos estudos culturais, da antropologia e dos estudos de gênero e sexualidade embasados na analítica queer, identifica-se com pesquisas cujo foco é a discussão de como a articulação de conceitos relativos aos marcadores sociais da diferença (gênero, raça, classe, sexualidade e geração) pode engendrar ideais performativos de masculinidade e feminilidade em concursos de beleza (e de performance). Tal projeto vai ao encontro de várias pesquisas atuais de gênero, porém, apoia-se em um objeto pouco explorado que são os concursos de Miss com temática Gay. Mato Grosso, se insere neste estudo como campo fértil para o desenvolvimento desta pesquisa, já que anualmente transformistas de todo o estado disputam o Miss Mato Grosso gay.

Palavras-chave


Miss Gay; Gênero; Performance.