Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
MULHERES E INTERNACIONALIZAÇÃO NA UFMT (1970 – 2016)
Joira Aparecida Leite de Oliveira Amorim Martins

Última alteração: 01-10-19

Resumo


A inquietação pela busca de investigar a história do processo de internacionalização da Universidade federal de Mato Grosso - UFMT, aliada ao desejo de dar protagonismo aos silêncios nos registros históricos relacionados à história das mulheres, instigou essa pesquisa de doutoramento titulada “A presença das mulheres no processo de internacionalização da UFMT, no período de 1970 a 2016”, na qual proponho investigar a história da educação feminina, no recorte da política de internacionalização da educação superior, com vistas a analisar as conexões e assimetrias da participação de mulheres nos processos de internacionalização do ensino superior na UFMT.  O  recorte para o período temporal tem início em 1970 por ter sido o ano de fundação da universidade e perdura até o ano de 2016, no qual ocorreu o regresso do último estudante da UFMT participante no Programa Ciência sem Fronteiras - CsF, um programa de mobilidade internacional na graduação que recebeu investimentos financeiros do Governo Federal Brasileiro. Metodologicamente, a pesquisa é bibliográfica e documental. O olhar para a pesquisa se volta para o processo de internacionalização no contexto da UFMT e para o perfil de seus partícipes, dando ênfase à participação feminina correlacionada ao contexto histórico-político-social e de gênero, corroborando assim com o registro histórico de temas emergentes nas universidades públicas brasileiras. Há que se considerar ainda que a participação de mulheres na internacionalização da UFMT colaborou para que se fortalecessem as políticas voltadas para a articulação da UFMT à dimensão internacional.


Palavras-chave


História da Educação; Instituição de Educação Superior; Mulheres na Educação.