Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Ensino de Filosofia como experiência
Divina Mendes Chagas

Última alteração: 11-10-19

Resumo


O ensino de Filosofia voltado para o público de jovens e adultos que compõem o CEJA (Centro de Educação de Jovens e Adultos) tem suas especificidades. A andragogia de Knowles (1972) e Paulo Freire (1996) nos apresenta como características deste público o aprendizado interligado à vida e aos interesses cotidianos. Enquanto disciplina do ensino básico, a Filosofia pode ser apresentada neste contexto como experiência filosófica? Experiência no sentido apontado por Aspis (1990), Gallo (2008) e Deleuse (2010), entendida, em linhas gerais como criação de conceitos em sala de aula, que se transforma, então, em espaço para a criação filosófica. A aula de filosofia pensada nessa perspectiva não mais se configura como “ensino bancário"; no qual os conteúdos são apresentados visando tão somente uma assimilação rasa e desconectada da vida, nem restringe o saber no docente. Assim, o que se entende por Filosofia, por ensino e por experiência filosófica, no sentido apresentado pelos autores supracitados - ensino voltado para a autonomia e Filosofia como experiência de criação - constituem a fundamentação teórica e crítica desta pesquisa. Tal investigação desembocará em uma proposição prática na qual se pretende propor aulas que possibilitem o exercício da autonomia e da experiência filosófica. A princípio serão trabalhados os temas autoconhecimento, política e lógica, apresentados respectivamente nos pensadores Sartre, Agostinho e Aristóteles; unidos à prática de uma metodologia ativa: modelo de rotação por estações com os alunos organizados em grupos, como apresentado por Horn e Staker (2015). Pretende-se aplicar a proposta em 3 turmas de 1º, 2º e 3º anos do CEJA seguidas da análise de tais vivências, que terão por guia pelo menos duas dimensões da experiência filosófica: criação de conceito e exercício da reflexão autônoma. Para isto, algumas categorias de observação serão desenvolvidas considerando que a experiência filosófica, por ser atividade dinâmica, não é facilmente capturada.


 

 

 

 

 

 


Palavras-chave


CEJA. Filosofia. Experiência filosófica.