Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Efeito da dispersão em metacomunidades de fitoplânctons: um experimento de microcosmos
Wilson Mamedes Leão Neto

Última alteração: 08-10-19

Resumo


Neste trabalho investigarei o efeito da dispersão na diversidade de metacomunidades de fitoplâncton em sistema artificial (microcosmos). Comunidades de fitoplâncton são de extrema importância para ambientes aquáticos, na produtividade e ciclagem de nutrientes (ESTEVES, 1998). A dispersão desses organismos representa um importante fator de perda de espécies locais e influencia em fenômenos como dinâmica de massas, ou, turnover e aninhamento (LEIBOLD et al, 2004; GUISAN & THUILLER, 2005; REYNOLDS, 2006; RUTH & HANNON, 2001; FRIGG & HARTMANN, 2018). Neste experimento serão realizados blocos com três tratamentos, com dispersão unilateral e, 10 réplicas por tratamento. Um tratamento, entre comunidades de mesma origem (AA). O segundo entre comunidades de origens parcialmente diferentes (AB). O terceiro tratamento, sem dispersão (A0). As análises dos efeitos da dispersão serão realizadas dentro do tratamento e entre réplicas, através dos índices de diversidade beta, Jaccard (binário e quantitativo). A diversidade beta entre AB deverá ser alta decorrente da substituição de espécies. Pois, cada caixa recebe migrantes de origens distintas e apresentarão espécies raras. Entre AA apresentará baixa diversidade beta devido a um aninhamento provocado pela dinâmica de massas.  A diversidade beta entre A0 será alta, devido às extinções isoladas que deverão ser diferentes em cada caixa. Efeito da dispersão sobre a diversidade em metacomunidades de fitoplânctons em um experimento de microcosmos

Palavras-chave


Metacomunidades, dispersão, microcosmos