Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
CICLO BIOLÓGICO DE Blastopsylla occidentalis TAYLOR 1985 (HEMIPTERA: APHALARIDAE): PREFERÊNCIA DE OVIPOSIÇÃO EM TRÊS CLONES DE EUCALIPTO
Talita Benedcta Santos Künast, Dalva Luiz de Queiróz, Marliton Rocha Barreto

Última alteração: 12-10-19

Resumo


Blastopsylla occidentalis Taylor 1985 (Hemiptera: Aphalaridae) é de origem australiana, assim como seu hospedeiro, o eucalipto. O inseto foi relatado no Brasil em 1997 infestando plantas de Eucalyptus urophylla e híbridos de E. urophylla x E.grandis. O ataque do psilídeo em questão, concentra-se em brotações e pecíolos de plantas de todas as idades. Estudos relativos ao aspecto biológico de insetos-pragas são de extrema importância para tomada de decisões, o que para essa praga está bem escasso, portanto, o objetivo desse estudo foi testar a preferência de oviposição do psilídeo em três clones de eucalipto. Para o acasalamento e oviposição, adultos de B. occidentalis foram coletados em campo e passaram por triagem para a formação de casais, em seguida foram alocados pelo período de 24 horas em gaiolas 80x80x80 que continham 10 mudas de clones de eucalipto, sendo eles: H-13(E. grandis x E. urophylla), I144 (E. Urophylla x E. grandis) e VM01(E. urophylla x E. camaldulensis), totalizando 30 mudas por repetição, e 5 repetições para o experimento. Após esse período os casais foram retirados com auxílio do aspirador entomológico e liberados em casa de vegetação. As mudas foram avaliadas no Laboratório de Entomologia da UFMT, com auxílio de microscópio estereoscópio, para a quantificação de oviposição. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância pelo teste Scott-Knott a 5% de probabilidade. Ao final do experimento foram quantificados 181 ovos no clone H-013, 215 no clone I-144 e 532 ovos no clone VM-01. Os resultados indicam que as femêas ovipositaram uma média significativa de 10,48 ovos no clone VM-01, e que não houveram diferenças significativas entre os clones H-013 e I-144, onde respectivamente apresentaram médias de oviposição de 3,62 e 3,92. Assim, o clone VM-01 é sugerido para utilização em testes biológicos de B. occidentalis em laboratório.


Palavras-chave


Biologia; Eucalipto; Praga florestal; Psilídeo.