Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Altas doses de calcário e modificações no solo no sistema soja/milho em condições de alta produtividade.
Adenilson Carlos Pinto, Anderson Lange

Última alteração: 02-10-19

Resumo


O aumento da produtividade é buscado anualmente pelos produtores e especificamente no estado de Mato Grosso, o sistema de cultivo adotado é soja 1ª safra seguida de milho 2ª safra ou milho safrinha. O uso de corretivos do solo é uma prática necessária periodicamente e deve ser monitorada pela análise de solo juntamente com corretas recomendações. Objetivou-se avaliar a produtividade após uso de calagem em altas doses em área de fertilidade construída na região do Vale do Araguaia em Mato Grosso, no sistema soja/milho, buscando investigar quais atributos foram alterados e como eles influenciaram no rendimento dos grãos. O experimento se encontra na fazenda Concórdia, município de Querência, pertencente à região nordeste no Estado de Mato Grosso na Grande Bacia Amazônica. Os calcários utilizados foram o Dolomitico, Calcítico e blendagem entre eles (mistura). Para o cálculo das doses utilizadas utilizou-se o método da saturação por bases ou V% ou as porcentagens de Ca e Mg na CTC do solo, com base nos teores de CaO e MgO dos calcários. A calagem foi realizada no dia 09 de Outubro de 2018 utilizado em uma área de textura mista (27% argila). Os tratamentos realizados foram: T1- Controle- sem calagem; T2- Calagem V% para 75 superfície DOLOMITICO); T3- Calagem V% para 100 superfície DOLOMITICO); T4- Calagem V% para 150, superfície DOLOMITICO); T5- Calagem % de Ca e Mg na CTC para 80 em superfície (60 e 20%), blendando calcários; T6- Calagem % de Ca e Mg na CTC para 100 em superfície (75 e 25%), blendando calcários; T7- Calagem V% para 150, 50%  superficial (CALCÍTICO) aplicado 26/09 e 50% superficial (DOLOMITICO) aplicar milho; T8- Calagem V% para 150, 50% incorporado profundamente (CALCÍTICO) e 50% Superficial (DOLOMITICO). As amostras de solo foram retiradas após a colheita do milho e submetidas à análise de solo em laboratório particular.  Análise foliar no 2º ano da Soja, Milho no estádio de florescimento pleno/cabelo serão realizadas. Produtividade e componentes de produção (soja/milho); produtividade; número de grãos por vagem, vagens por planta, número de ramos laterais, massa de 1000 grãos, produção de grãos e produção de matéria seca. Milho será avaliado produtividade, número de grãos por fileira, número de fileiras por espiga, massa de 1000, produção de grãos e produção de matéria serão determinados. As analises estatística serão realizadas com auxilio do programa Genes, para analise de variância e comparação entre médias pelo método de Tukey a 5% de probabilidade. espera-se encontrar a melhor ou as melhores estratégias de calagem a ser utilizada para a situação estudada.

Palavras-chave


Produção, Fertilidade, Nutrição.