Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
ANÁLISE CRÍTICA DA CARTOGRAFIA GEOGRÁFICA E DA MAQUETE COMO FORMA DE REPRESENTAÇÃO DO ESPAÇO E SUAS APLICAÇÕES AO ENSINO DE GEOGRAFIA
TELIO DONIZETH FERNANDES

Última alteração: 10-10-19

Resumo


A geografia enquanto ciência tem como seu principal objeto de estudo o espaço geográfico e as dinâmicas naturais e socioambientais, desta forma pensar o ensino de geografia tendo como grande apoio a cartografia deve ser uma atividade constante pois estuda-se não apenas os locais próximos e vividos, mas também os mais longínquos, neste caso as representações cartográficas são as melhores formas de trazer para a relação ensino aprendizado a aproximação com locais tão distantes. Através de levantamentos bibliográficos buscar compreender o desenvolvimento da cartografia, assim, como o contexto histórico no qual os avanços se deram ao longo do tempo, assim, como entender os entraves que a cartografia teve em alguns momentos históricos. É necessário conhecer o desenvolvimento da geografia ao longo de sua existência, e a importância da cartografia neste contexto. A importância das representações cartográficas para o ensino de geografia vai muito de ilustrações, devem ser vistas como complemento essencial dos textos sem as quais o entendimento dos conteúdos não serão totais. A alfabetização cartográfica é de suma importância para que os alunos possam ler os mapas de forma precisa, tendo a noção de espacialidades e de localização fundamentais para a compreensão dos conteúdos da geografia e a interpretação de forma crítica dos fenômenos socioambientais. As análises dos livros didáticos como forma de entender como a cartografia vem sendo tratada dentro do conteúdo dos livros é uma forma de entender essa relação. Assim como um meio de buscar superar possíveis falhas neste sentido. Sabe-se que os alunos das series iniciais do ensino fundamental possuem dificuldades com a escala, assim como não possuem um nível de abstração elevado para entender o aspecto bidimensional dos mapas... através das maquetes geográficas e seu caráter tridimensional, este nível de abstração pode ser melhorado facilitando a compreensão dos mapas existentes nos livros. Segundo a Base Nacional Comum Curricular a geografia enquanto componente curricular aborda as ações construídas nas distintas sociedades existentes nas diferentes regiões do planeta, desta forma, a cartografia se faz necessária de fato nas séries iniciais do ensino fundamental, buscando assim o desenvolvimento do raciocínio geográfico, fundamental para a compreensão da realidade.

 

A geografia enquanto ciência tem como seu principal objeto de estudo o espaço geográfico e as dinâmicas naturais e socioambientais, desta forma pensar o ensino de geografia tendo como grande apoio a cartografia deve ser uma atividade constante pois estuda-se não apenas os locais próximos e vividos, mas também os mais longínquos, neste caso as representações cartográficas são as melhores formas de trazer para a relação ensino aprendizado a aproximação com locais tão distantes. Através de levantamentos bibliográficos buscar compreender o desenvolvimento da cartografia, assim, como o contexto histórico no qual os avanços se deram ao longo do tempo, assim, como entender os entraves que a cartografia teve em alguns momentos históricos. É necessário conhecer o desenvolvimento da geografia ao longo de sua existência, e a importância da cartografia neste contexto. A importância das representações cartográficas para o ensino de geografia vai muito de ilustrações, devem ser vistas como complemento essencial dos textos sem as quais o entendimento dos conteúdos não serão totais. A alfabetização cartográfica é de suma importância para que os alunos possam ler os mapas de forma precisa, tendo a noção de espacialidades e de localização fundamentais para a compreensão dos conteúdos da geografia e a interpretação de forma crítica dos fenômenos socioambientais. As análises dos livros didáticos como forma de entender como a cartografia vem sendo tratada dentro do conteúdo dos livros é uma forma de entender essa relação. Assim como um meio de buscar superar possíveis falhas neste sentido. Sabe-se que os alunos das series iniciais do ensino fundamental possuem dificuldades com a escala, assim como não possuem um nível de abstração elevado para entender o aspecto bidimensional dos mapas... através das maquetes geográficas e seu caráter tridimensional, este nível de abstração pode ser melhorado facilitando a compreensão dos mapas existentes nos livros. Segundo a Base Nacional Comum Curricular a geografia enquanto componente curricular aborda as ações construídas nas distintas sociedades existentes nas diferentes regiões do planeta, desta forma, a cartografia se faz necessária de fato nas séries iniciais do ensino fundamental, buscando assim o desenvolvimento do raciocínio geográfico, fundamental para a compreensão da realidade.

 


Palavras-chave


ensino; cartografia; maquete; geografia;