Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
QUÍMICA FORENSE PARA O ENSINO DE QUÍMICA: UMA ABORDAGEM TEÓRICA, LÚDICA E EXPERIMENTAL A PARTIR DA PROPOSIÇÃO DE UM PARADIDÁTICO
Douglas Freitas de Oliveira, Elane Chaveiro Soares

Última alteração: 21-10-19

Resumo


A área de pesquisa em Ensino de Química tem se preocupado, nos últimos anos, com importantes discussões acerca de princípios e ações que sejam efetivas do ponto de vista dos processos de ensino e aprendizagem. Neste contexto, é emergente a necessidade por alternativas, recursos e materiais que subsidiem e/ou ampliem as possibilidades de se promover a construção de conhecimentos científicos em sala de aula. Logo, considerando o exposto, objetivou-se com esta pesquisa, construir e validar um produto educacional, no âmbito de um curso de mestrado profissional, para o ensino de conteúdos químicos a partir da temática Química Forense com abordagens lúdicas e experimentais, destinado a professores da Educação Básica. Para tanto, a problemática norteadora desta pesquisa foi: “Quais contribuições ao ensino de Química, na Educação Básica, poderia trazer um livro paradidático que versa sobre a temática Química Forense com abordagens lúdico-experimentais?”. Assim, na tentativa de respondê-la, a metodologia adotada foi a de um estudo qualitativo do tipo estudo de caso, cujo percurso está consistindo numa divisão em seis etapas interdependentes (e, algumas vezes, simultâneas): i) “fase exploratória”, em que houve a realização de uma revisão bibliográfica acerca da Química Forense, da ludicidade e da experimentação para o ensino de Química, além dos fundamentos teóricos, metodológicos e epistemológicos para a construção de conhecimentos científicos; ii) “elaboração dos instrumentos para a coleta de dados”, com a produção de dois tipos de questionários autoaplicáveis, proposta de plano de aula e entrevista semiestruturada que será gravada; iii) “construção de um livro paradidático” com a temática Química Forense para o ensino de Química com abordagem lúdica-experimental, ao qual se encontra em processo de finalização, possuindo até o momento mais de 200 páginas; iv) “aplicação dos instrumentos de pesquisa” que será realizada preferencialmente com peritos criminais do órgão de Perícia Oficial e Identificação Técnica do Estado de Mato Grosso – POLITEC/MT (entrevista semiestruturada, visando melhor compreender o cotidiano do trabalho pericial) e com os integrantes do Programa Residência Pedagógica do curso de Licenciatura Plena em Química da Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT (questionários e proposta de plano de aula, para avaliação do referido paradidático); v) “análise dos instrumentos de pesquisa” de acordo com os pressupostos da Análise Textual Discursiva (ATD); e vi) “ressignificação pós-validação do livro paradidático”, ao qual permitirá possíveis correções e/ou aprofundamento dos conteúdos e das atividades didático-pedagógicas propostas. Por fim, pela construção e validação do referido livro paradidático, pretende-se possibilitar a professores de Química da Educação Básica um novo produto educacional que favoreça, dentro dos seus limites e das suas possibilidades, a promoção de um ensino mais contextualizado, lúdico, experimental e que potencialize aprendizagens mais significativas, contribuindo para a construção de conhecimentos científicos em sala de aula.

Palavras-chave


Química Forense; Ensino de Química; paradidático; ludicidade; experimentação