Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
O PROCESSO DE ENFERMAGEM EM TERAPIA INTENSIVA: DESAFIOS E PERSPECTIVAS
Andreus Cristhian Linhares Andrade, Antonio Cesar Ribeiro

Última alteração: 24-10-19

Resumo


O Processo de Enfermagem (PE), definidor do sentido da enfermagem enquanto a ciência do cuidado, requer para a sua efetivação a Sistematização da Assistência (SAE), tecnologia leve-dura que se constitui como instrumental na definição do modo de operar o cuidado no atendimento às necessidades de clientes/pacientes, quer no sentido de saná-las ou antecipá-las. O estatuto social da enfermagem brasileira, compreendido como o conjunto de normas legais e infra legais que definem a enfermagem e seu trabalho, impõem como compromisso ético-legal, que enfermeiros utilizem o PE no processo de trabalho cuidar/assistir, em todos os níveis de atenção, o que inclui a enfermagem em terapia intensiva (UTI). No contexto da prática da enfermagem em terapia intensiva podemos identificar fragilidades em relação ao entendimento, planejamento e execução da SAE, este fato é constatado a partir da vivência dos pesquisadores da proposta de estudo em tela e nos achados sobre o tema disponível na literatura. Tais fragilidades levam a alguns questionamentos: qual ou quais os limites e desafios à aplicação da SAE no processo de cuidar/assistir em terapia intensiva? Tem-se como pressuposto que não há clareza sobre SAE como PE entre os profissionais enfermeiros o que pode trazer consequências negativas e fragilidades para o cuidado de enfermagem. Objetiva-se compreender a percepção dos profissionais Enfermeiros fundamentado na legislação vigente. Trata-se de um projeto de pesquisa social, com método do estudo de caso e abordagem qualitativa. A presente proposta de estudo será realizada em unidades de terapia intensiva de hospitais públicos, localizados na Região Metropolitano de Cuiabá- MT. Os sujeitos do estudo serão constituídos pelos profissionais Enfermeiros da UTI´s e que concordarem em participar do estudo. Serão excluídos do processo de pesquisa os profissionais que estiverem de férias/licenças durante o período de coleta de dados. No levantamento dos dados utilizaremos a observação não participante como primeira aproximação do objeto provido de um diário de campo e a análise documental. A entrevista semi-estruturada será abordagem direta aos sujeitos. Para análise dos dados utilizaremos a  técnica de análise de conteúdo do tipo temática. O estudo respeitará as exigências formais contidas nas normas da Resolução CNS 466/2012, que regulamenta as pesquisas envolvendo seres humanos e o projeto será submetido ao Comitê de Ética. Buscar-se-á conhecer a percepção dos enfermeiros sobre a SAE no processo do cuidar, sendo de fundamental importância no sentido de obter informações que auxiliem na qualificação do atendimento/cuidado prestado aos indivíduos internados em UTI bem como para futuras ações de qualificação profissional por meio de atividades de educação continuada/permanente.

Palavras-chave


Processo de Enfermagem; Sistematização da Assistência de Enfermagem; Enfermagem Intensiva