Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
HIDROXIURÉIA: ESTUDO SOBRE A EFETIVAÇÃO DO DIREITO AO ACESSO À MEDICAÇÃO AOS PACIENTES COM DOENÇA FALCIFORME EM CUIABÁ, MT
karolyne sebastiane da silva

Última alteração: 24-10-19

Resumo


A Doença Falciforme (DF) é uma hemoglobinopatia genética, crônica e recessiva que acomete variados órgãos e causa prejuízos a saúde ao longo dos anos. A DF é prevalente entre pessoas negras, sendo que o avanço de seu tratamento no Brasil deve-se muito à luta do movimento negro que, inclusive, influenciou a criação de políticas públicas, tais como a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra e a Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doença Falciforme e outras Hemoglobinopatias. O tratamento da DF no Brasil está orientado pela Portaria SAS/MS nº 55 de 29/01/2010, do Ministério da Saúde, que definiu o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas, baseado em medidas preventivas e de controle de infecções. A hidroxiuréia é um dos medicamentos constantes desse protocolo, por suas evidências científicas que a consideram como um dos fármacos mais eficazes para tratar a patologia, sendo que este fármaco tem como propósito reduzir os repetidos episódios de vaso-oclusão, além de estimular a produção da hemoglobina fetal que interfere positivamente nas crises álgicas. Apesar disso,  existem controvérsias sobre seu uso em decorrência de reações adversas como a plaquetopenia, mielotoxicidade e neutropenia, principalmente nos pacientes pediátricos. Tais reações adversas, aliadas ao pouco conhecimento do medicamento por parte dos profissionais médicos, tem resultado na não prescrição desse medicamentoaos pacientes com DF, inclusive em Cuiabá, segundo relatos de pessoas que vivenciam a doença.  Visto que o acesso ao medicamento “Hidroxiuréia” é um direito dos pacientes com DF, consideramos importante e necessário conhecer essa realidade. Assim, será realizada uma pesquisa com o objetivo de compreender como tem se efetivado o direito dos pacientes com DF em relação ao uso do medicamento “Hidroxiuréia” em Cuiabá. Como método será realizada uma pesquisa exploratória e descritiva a partir dos registros documentais do ambulatório do MT-Hemocentro, que é o serviço de referência para o tratamento de hemoglobinopatias do estado de Mato Grosso. Como resultados, espera-se, localmente, contribuir para os trabalhos de organização do cuidado aos pacientes com DF do estado e, consequentemente, qualificar a assistência. Os resultados poderão, também, colocar em evidência a DF visto que a mesma carece, ainda, de investimentos em estudos, especialmente em Mato Grosso que é um estado cuja população negra é a sua maioria.

 


Palavras-chave


Doença falciforme, Enfermagem, Saúde da População Negra