Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Ontem eles jogaram, hoje é a gente professora! O lugar das meninas na Educação Física e na escola.
Noelle, Thais de Matos, Márcia Cristina Rodrigues da Silva Coffani

Última alteração: 09-10-19

Resumo


Este trabalho tem a intenção de investigar sobre os lugares que as meninas ocupam nas aulas de Educação Física e na escola, como elas são percebidas e se mostram na instituição escolar, suas diferentes atitudes, valores, preconceitos e gestos pois a compreensão dessas ações possibilitam ampliar o olhar para as mulheres na sociedade, como elas marcam as suas relações sociais, as dominações, as regras entre outros, podendo corroborar com os estudos de gênero no contexto escolar. O empoderamento das meninas no cotidiano escolar na contemporaneidade admitem-se como diferentes do passado, pois há uma abertura para as discussões de gênero e ampliação das garantias de direitos ao que decorria. Contudo ainda há lacunas a serem superadas no que se refere à equidade de gênero em nossa sociedade. Assim, o objetivo deste trabalho é de compreender como as meninas do ensino fundamental estão inseridas e são percebidas no cotidiano escolar e nas aulas de Educação Física. A pesquisa se refere à dissertação de mestrado em andamento do Programa de Mestrado Profissional em Educação Física em Rede Nacional com abordagem qualitativa, do tipo descritiva com inspiração etnográfica. A pesquisa ocorre em uma escola estadual da região central do município de Várzea Grande – MT.  Os participantes da pesquisa são estudantes do oitavo e nono ano do ensino fundamental, do período matutino. Os resultados preliminares indicam que parte das meninas reconhecem seus direitos de usufruir dos espaços da escola e questionam estes direitos. Destaca-se também que os meninos se apropriam naturalmente e historicamente destes espaços, principalmente da quadra de esportes, lugar instituído para eles e que para elas há uma necessidade da busca do direito. Ainda há necessidade de ampliar nossos olhares no que tange a apropriação dos lugares nas unidades escolares e aprofundar em mais pesquisas que possam contribuir com reflexões sobre a participação feminina em todos os espaços da instituição escolar.


Palavras-chave


Lugares; gênero; escola.