Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
SELEÇÃO DE SOLOS DO MATO GROSSO UTILIZADOS NA INCUBAÇÃO PARA DETERMINAR A ACIDEZ POTENCIAL REAL
Jean Pierre Moreira Almeida, Josilaine Gonçalves Silva, Jholian Maicon Ribeiro Santos, Rômulo Caique Gonçalves Feletti, Samuel Antônio Matias Gomes, Marcelo Ribeiro Vilela Prado, Milton Ferreira Moraes

Última alteração: 08-10-19

Resumo


O Mato Grosso contem uma grande variedade de classes de solos. O objetivo deste trabalho foi apresentar como procedeu a escolha das classes, atributos físicos e químicos dos solos utilizados na incubação com carbonato de cálcio para determinação da acidez potencial real. Para realização da pesquisa foi necessário uma criteriosa escolha dos solos a serem incubados, foi determinado a trabalhar com 23 amostras de solos, para a escolha das amostras foi definido utilizar o máximo possível de classes de solo até o 3° nível (selecionando mais amostras das classes de maior abrangência territorial e importância agrícola do estado do Mato Grosso), definido as classes foi dividido a quantidade de amostras para cada ecorregião do estado, cada classe contém ampla variação dos teores de argila, carbono orgânico e acidez potencial e optou utilizar teores baixo, médio e alto quando possível. Esses critérios foram utilizados pra seguir conceitos da calibração e validação do método tampão SMP, abrangendo o máximo possível da diversidade dos solos da região ao qual se destina o estudo. As classes até o 3° nível escolhidas foram: LATOSSOLO VERMELHO-AMARELO Distrófico, NEOSSOLO QUARTZARÊNICO Órtico, LATOSSOLO VERMELHO Distrófico, PLANOSSOLO HÁPLICO Eutrófico, CAMBISSOLO HÁPLICO Distrófico, ARGISSOLO VERMELHO Distrófico, ARGISSOLO VERMELHO-AMARELO Distrófico, NITOSSOLO VERMELHO Eutroférrico, ARGISSOLO VERMELHO-AMARELO Eutrófico, CAMBISSOLO HÁPLICO Tb Distrófico, PLINTOSSOLO HÁPLICO Distrófico, GLEISSOLO HÁPLICO Tb Distrófico, LATOSSOLO VERMELHO-AMARELO Alumínico, PLINTOSSOLO HÁPLICO Eutrófico e CAMBISSOLO HÁPLICO Tb Eutrófico. Os teores de argila, carbono orgânico e acidez potencial variaram de 75 a 700 g kg-1, 3,4 a 22,9 g kg-1 e 0,33 a 12,05 cmolc dm-3, respectivamente. As amostras escolhidas representam com eficácia a diversidade dos solos do estado do Mato Grosso.


Palavras-chave


classes de solos; H+Al; carbonato de cálcio.