Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
O esporte como conteúdo da Educação Física no ensino fundamental: Uma abordagem multirreferencial.
Eduardo Câmara, Jose Tarcisio Grunennvaldt

Última alteração: 09-10-19

Resumo


O processo de formação escolar está eminente relacionado a aprendizagem de diversos saberes, os quais devem contribuir para a formação do sujeito na escola. Esses saberes estão organizados em disciplinas, sendo que cada uma delas, embora possam manter relações entre si, carregam suas especificidades. Dentre essas disciplinas, figura-se a educação física, componente curricular da educação básica que, dentre outros aspectos, aborda conhecimentos do corpo em movimento, os quais, estão compreendidos em uma área conhecimentos intitulada “cultura corporal de movimentos” (BRASIL, 1998), a qual agrega saberes como o jogo, o esporte, as danças, as lutas, as atividades rítmicas e expressivas, entre outros. Dentre esses saberes, o esporte emerge como o que, talvez, tenha sido o que mais tem sido trabalhado nessa disciplina. Todavia, o que parece que tem sido priorizado em sua abordagem é o trato com ênfase quase que exclusiva aos saberes técnicos. Não se quer negar a importância desses saberes, todavia, fechar-se a essa ótica é limitar as possibilidades de aprendizagem que esse saber pode proporcionar. Considerando esses aspectos, passamos a pensar sobre possibilidades de tratar esse conhecimento para além de uma perspectiva reducionista. Em nossas ponderações, direcionamos o olhar para a abordagem multireferencial, a qual pode ser considerada uma perspectiva paradigmática de ver e pensar a realidade, considerando a multiplicidade de olhares que a cerca, o que é essencial para o desenvolvimento de uma formação do sujeito. Dessas reflexões, emergiu nossa questão de partida, que ganho a seguinte redação: é possível uma prática pedagógica para o ensino de esporte pautada na multirerencialidade? Dessa questão construímos nosso objetivo, que é analisar o trato pedagógico do esporte na escola, a partir da abordagem multirreferencial, buscando identificar se essa prática contribui para o desenvolvimento do olhar plural e no fortalecimento da autoria dos alunos. Perspectiva-se, assim, propor uma abordagem que possibilite trabalhar o esporte enquanto conteúdo da disciplina, que possa conferir ao aluno uma maior e melhor percepção de mundo, visto que permite a aproximação à realidade, identificando os múltiplos elementos que o compõem, como os aspectos sociais, culturais e biológicos, o que o faz mais livre das determinações sociais, especialmente as pautadas nas  perspectivas monológicas, além da instituição da autoria. Este trabalho será realizado mediante a proposta da pesquisa-ação, a qual o pesquisador se encontra diretamente envolvido e indubitavelmente implicado no objeto pesquisado. Para a coleta de dados, lançaremos mão de três instrumentos de pesquisa: jornal de pesquisa, questionário com questões abertas e fichas avaliativas. No primeiro capítulo, trazemos uma discussão acerca do esporte enquanto conteúdo da escola, onde procura-se abordar a constatação da negação de uma prática docente que já não responde aos anseios da escola, bem como a evidência de que o “novo” em uma prática de esporte que convalide os objetivos da escola ainda se mostra inexistente e, portanto, é um desafio para a prática da Educação Física e dos esportes no ambiente escolar.


Palavras-chave


Autoria; Esporte; Multirreferencialidade.