Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
PATRIMÔNIO PALEONTOLÓGICO E GEOCONSERVAÇÃO NO TERRITÓRIO PROPOSTO COMO GEOPARQUE CHAPADA DOS GUIMARÃES
VALÉRIA SCHMIDT, ROGÉRIO ROQUE RUBERT

Última alteração: 09-10-19

Resumo


Os limites municipais de Chapada dos Guimarães configuram uma área geográfica unificada detentora de patrimônio geológico de relevância internacional, sendo a região reconhecida pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e pela literatura científica como área potencial à implementação de um Geoparque, onde seus sítios e paisagens seriam administrados com base em um conceito holístico de proteção, educação e desenvolvimento sustentável. Entendendo a potencialidade do geoturismo como motor propulsor da sustentabilidade no contexto dos geoparques e reconhecendo a existência no município de potenciais geossítios, de valor geomorfológico, paleontológico, estratigráfico, espeleológico, paleoambiental, arqueológico e histórico-cultural, este projeto objetiva a realização de um a inventário do patrimônio paleontológico deste território com foco à contribuir com o projeto de implementação do Geoparque Chapada dos Guimarães e com a divulgação das geociências na localidade e da geo-história da região. O contexto paleontológico da área destaca-se pela ocorrência, nos pacotes sedimentares fanerozóicos da Bacia do Paraná, de importantes registros fossilíferos. No âmbito de correlações regionais da bacia permitem reconstituições paleogeográficas e evolutivas, sendo foco de interesse científico e atrativos museológicos, destacando-se na paleontologia de invertebrados e vertebrados, e não sendo conhecidos, até o presente momento, estudos no que diz respeito às investigações icnológicas na região. A metodologia de trabalho consiste em: a) pesquisa bibliográfica sobre os conceitos envolvidos, sobre a geologia local e regional, e sobre as investigações paleontológicas já realizadas na área; b) identificação e caracterização geológica de sítios fossilíferos do Município de Chapada dos Guimarães, sob ponto de vista de contexto geológico, faciologia, sistema deposicional e reconstituição dos ambientes de vida e pós morte dos espécimes ocorrentes; c) confecção de mapa de localização e georreferenciamento das sítios fossilíferos identificados no Município de Chapada dos Guimarães; d) identificação e conceitualização deste conteúdo fossilífero sob a perspectiva geopatrimonial in situ e ex situ; e) elaboração de estudos avaliativos relacionados à identificação do potencial geopatrimonial dos elementos fósseis encontrados durante o período de realização do projeto com vista à elaboração de materiais geointerpretativos para a divulgação das geociências. As pesquisas paleontológicas na região acumulam mais de um século de investigações, porém ainda é vasta as possibilidades de atuação na área. Os sítios fossilíferos identificados apresentam valor geopatrimonial in situ e ex situ e segundo avaliação simulada através de aplicação do questionário GEOSSIT possuem valor científico de relevância internacional, demonstrando necessidade a médio prazo de urgência à proteção global e a proteção devido a atividades didáticas e turísticas, e de curto prazo de urgência à proteção devido a atividades científicas. A identificação positiva do carácter geopatrimonial deste material, permitiu a avaliação da viabilidade de implementação de espaço de divulgação científica na região abrangida pelo projeto.


Palavras-chave


Patrimônio Paleontológico; Projeto Geoparque Chapada dos Guimarães; inventário.