Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
DESINFORMAÇÃO E VIOLAÇÃO DE PRIVACIDADE NAS MÍDIAS DE MASSA: VULNERABILIDADES DOS INDIVÍDUOS E SOCIEDADE
Ricardo Nery de Almeida

Última alteração: 08-10-19

Resumo


O presente trabalho trata da questão da atuação das Mídias de Massa e como as mesmas atuam na sociedade, através da divulgação de conteúdo, apresentando uma discussão sobre a informação e seu valor para a sociedade contemporânea, os mecanismos de desinformação, suas consequências, a coleta autorizada e não autorizada de informações pessoais dos indivíduos usuários da Internet e as questões éticas relacionadas.

A presente pesquisa pretende inicialmente compreender como atuam os mecanismos de desinformação e as consequências das suas ações tanto nas mídias tradicionais (imprensa, rádio, televisão), como também nas novas mídias digitais, potencializadas essas últimas pela ação de algoritmos computacionais ao produzirem “câmaras de eco” e “bolhas cognitivas” constantemente criando e refinando uma “teoria” sobre quem é o usuário e o que o mesmo irá fazer e “curtir” em seguida na sua navegação, gerando um universo único de informação para cada um de nós; e as “fake news” onde os limites entre fatos e opiniões tornam-se turvos, os critérios para sustentação da veracidade sofrem diluição e o usuário costuma abraçar o conteúdo que lhe parece mais acomodado à sua crença/viés de confirmação, distanciando-se ou mesmo impossibilitando-se o debate, o estabelecimento de um entendimento comum e a validade dos fatos. Outro aspecto desse trabalho trata da coleta autorizada e não autorizada de informações pessoais dos usuários da Internet, produzindo abusos de violação de privacidade e gerando vulnerabilidade social e política para os indivíduos e a sociedade, por desconhecermos por quem e como serão utilizadas as informações coletadas.

Alguns resultados já alcançados com base nos estudos e análises realizados utilizando tanto o ferramental teórico dos pensadores da Teoria Crítica quanto o trabalho de Neil Postman nos permitem considerar que se no início da pesquisa pensávamos que as Mídias de Massa tradicionais desempenhariam um papel muito importante de manutenção de poder por parte da elite capitalista, através principalmente da formação da cultura, mas que ainda assim haveria um espaço significativo para o indivíduo na construção da sua emancipação e cidadania, nos permitem concluir que as dificuldades a serem vencidas pelos indivíduos são ainda mais severas.

Com relação à Internet/Redes Sociais, embora sejam capazes de disponibilizar um considerável espaço democrático e livre para manifestação e formação cultural, ainda assim sua arquitetura e recursos propiciam uma série de abusos de desinformação e violação de privacidade, o que acaba por conferir-lhe um perfil nem tão livre nem tanto democrático assim.

Vivendo em uma sociedade da informação ou sob a tutela de um capitalismo de vigilância, a importância da educação para que o indivíduo desenvolva uma atitude crítica em relação à informação e ao consumo dos conteúdos das Mídias de Massa e que lhe permita o desenvolvimento de uma postura emancipada, é extremamente importante.

 


Palavras-chave


Informação; Desinformação; Mídia de Massa; Algoritmo; Vulnerabilidade; Violação; Privacidade; Indivíduo; Sociedade