Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
O modelo WBE para escala metabólica e a geometria fractal em Plantas
Luís Otávio dos Reis Curvo, Iramaia Jorge Cabral de Paulo

Última alteração: 10-10-19

Resumo


O trabalho estuda o modelo de West, Brown e Enquist (WBE), esse utiliza as relações de escala alométrica e a geometria fractal para compreender a forma e o metabolismo de organismos vivos que apresentam uma distribuição de rede. Para plantas, os autores do modelo defendem que o expoente para as relações de escalas alométricas para o metabolismo são múltiplas de ¼. Através destas relações de um indivíduo pode fornecer indícios sobre a estrutura e dinâmica de um ecossistema. Estudando as motivações e bases da criação do modelo, críticas a respeito de seu âmbito de validade avaliam-se a possibilidade de aplicá-lo na vegetação do estado de Mato Grosso com foco nas plantas do cerrado.

 


Palavras-chave


Dinâmica; Alometria; Relações metabólicas.