Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Geologia, Petrologia e Geocronologia (U-Pb), (Lu-Hf) da Suíte Intrusiva Alvorada, SW do Cráton Amazônico: Magmatismo tardio relacionado à Orogenia Cachoeirinha.
Claudio Durão Franco

Última alteração: 09-10-19

Resumo


As rochas da Suíte Intrusiva Alvorada localizam-se ao longo de uma extensa e estreita faixa situada entre as cidades de Reserva do Cabaçal e Mirassol d’oeste, na região SW do estado do Mato Grosso, Cráton Amazônico. Ocorrem na forma de diques, plugs ou stocks intrudindo as rochas do Grupo Alto Jauru, além dos gnaisses do Complexo Metamórfico Alto Guaporé, Tonalito Cabaçal e os granitos da Suíte Intrusiva Santa Cruz. São rochas isotrópicas a levemente foliadas, de granulação fina a média, coloração cinza-claro a rosa, de textura equigranular hipdiomórfica a inequigranular xenomórfica, tendo a biotita como mineral máfico principal. Nos diagramas de Harker correlações lineares negativas com a sílica são observadas para os elementos maiores. Essas correlações estão ligadas ao empobrecimento progressivo durante a diferenciação em plagioclásio cálcico e em minerais máficos primários, tais como biotita, titanita, óxidos de Fe e Fe+Ti, apatita e zircão. Já o K²O apresenta uma variação entre 2,8 e 4,20%, apresenta uma correlação positiva. O magmatismo que originou as rochas da Suíte Intrusiva Alvorada é classificado como sub-alcalino, do tipo cálcio-alcalino de alto potássio, caracterizam uma sequência ácida pouco expandida. Análises geocronológicas em cristais de zircão pelo método U-Pb, realizadas em amostras da Suíte Intrusiva Santa Cruz, apontam que durante a Orogenia Cachoeirinha (Calimmiana) dois estágios de evolução é evidenciado: o primeiro, 1590 a 1560 Ma, é dominado por arco de ilhas vulcânicos intra-oceânicos o segundo, 1560 a 1520 Ma, que é caracterizado por expressivo magmatismo granítico (batólito Santa Cruz e tonalito Cabaçal), Ruiz (2005). Os resultados das amostras da Suíte Intrusiva Alvorada para U-Pb é de 1530 ~ 63 Ma. Araújo (2008), datações U-Pb em zircão realizadas por Geraldes (2000) e Ruiz et al. (2004) fornecem idades de 1440 ± 06 Ma. e 1389 ± 03 Ma. sendo estas consideradas como a idade de cristalização de rochas da Suíte. As datações geocronológicas U-Pb em zircão obtidas neste trabalho apontam idades de 1575± 16 Ma. são valores próximos das rochas da suíte Santa Cruz, caracterizando a suíte intrusiva Alvorada como uma fase final do magmatismo gerador do batólito Santa Cruz, e, é possivel verificar em campo o hábito intrusivo das rochas da Suíte Alvorada. Este trabalho apresenta um estudo em detalhe do granito Alvorada  através de revisão bibliográfica, novos dados geoquímicos, petrográficos e geocronológicos, com o intuito de aprimorar a compreensão da sua configuração geodinâmica, gênese, assim como suas implicações magmáticas tardias, relacionada à Orogenia Cachoeirinha.