Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
panorama da literatura nacional e internacional sobre o desenvolvimento da competência clÍnica em graduandos de enfermagem.
Luciana Portes de Souza Lima

Última alteração: 03-10-18

Resumo


O desenvolvimento da competência clínica é essencial no processo de formação, tendo início na graduação e continuidade durante todo o exercício profissional. Esta revisão teve como o objetivo identificar as publicações científicas sobre o desenvolvimento da competência clínica em graduandos de enfermagem. Utilizamos a estratégia PICO. Os critérios de inclusão para a busca na BVS foram: Ser artigo original, possuir resumo, publicado entre 2012 e 2017, escrito nos idiomas inglês, português ou espanhol. Após os achados, notamos que nossa amostra não possuía artigos nacionais, portanto, a fim de contemplarmos a literatura nacional, realizamos uma segunda busca, agora, flexibilizamos o método elegendo dois descritores que nos pareceram essenciais. Devido ao quantitativo elevado de artigos, a análise qualitativa foi realizada por meio de leitura aprofundada dos resumos e quando restavam dúvidas, leitura do texto na íntegra. Tiveram representação nos estudos: Austrália, Estados Unidos, Canadá, Japão, Nova Zelândia, China, Coreia do Sul, Brasil (devido a flexibilizada de busca) dentre outros. Dos 166 artigos, apenas 28,3% eram de abordagem qualitativa, os demais utilizaram métodos quantitativos. O periódico com maior número de publicações sobre o tema foi o Nurse Education Today com 36% das publicações. Sobre a análise qualitativa, é necessário analisarmos as categorias emergentes como um todo, porém, para fins didáticos apresentamos o resultado em duas grandes categorias, a saber: 1) O desenvolvimento da competência clínica por meio de métodos - Por meio das análises dos artigos é possível apreender que os métodos citados na literatura científica capazes de desenvolver  a Competência Clínica em graduandos de enfermagem são: 1) O uso de Simulações presenciais; 2) O uso de simulações a distancia e tecnologias - EAD; 3) Metodologias ativas em sala de aula; 4) Utilização de espaço fisico apropriado/Prática clinica; 5) Currículo; 6) Instrumentos; 7) Avaliação Formativa e 8) Outros; e 2) A avaliação da competência clínica em graduandos de enfermagem- Percebemos dois grandes grupos nesta categoria: 1) Avaliação do desenvolvimento de alguma dimensão especifica da competência clinica e 2) Avaliação do desenvolvimento da competência clínica geral. A literatura internacional utiliza o termo com maior freqüência e profundidade do que a literatura nacional. Os artigos internacionais reconhecem que a formação de enfermagem deve ser norteada para desenvolvimento da competência clínica uma vez que a clínica é a essência da profissão. Chama-nos atenção o número amplo de publicações internacionais sobre o tema comparado ao quantitativo reduzido das publicações nacionais, estas demonstram desuso do descritor “competência clínica” assim como do termo nos trabalhos sobre educação em enfermagem. Enquanto a literatura nacional dá seus primeiros passos em direção a temática de métodos inovadores como simulações presenciais e a distância, aplicativos de celular, jogos online, dentre outros, a literatura internacional discute instrumentos para avaliação destes e a articulação de um ou mais métodos a fim de potencializar o desenvolvimento da competência clínica. para análise de lacunas na formação de novos enfermeiros, visando garantir assim qualidade mínima na formação profissional para o mundo do trabalho.


Palavras-chave


competência clinica; alunos de enfermagem; bacharelado em enfermagem.

Referências


1 Delors J. Educação: um tesouro a descobrir. 8ª ed. São Paulo: Cortez; 1998. Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o Século XXI.

2 Perrenoud P. Construir as competências desde a escola. 1ª ed. Porto Alegre: Artmed; 1999.

3 Benner P. From novice to expert: Excellence and Power in Clinical Nursing Practice. 1ª ed. New York: Addison Wesley Publishing; 1984.

4 Foucault M. El nacimiento de la clínica: una arqueología de la mirada médica. 3ª ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária; 1978.