Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
CONSTRUÇÃO E VALIDAÇÃO DE INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS SOBRE ACIDENTES ENTRE CRIANÇAS, ADOLESCENTES E JOVENS COM DEFICIÊNCIA
Jackeline Gonçalves Brito, CHRISTINE BACCARAT DE GODOY

Última alteração: 03-10-18

Resumo


RESUMO: Estudos têm evidenciado que crianças, adolescentes e jovens com deficiência apresentam maior risco para à ocorrência de acidentes do que seus pares, e que as características em que estes eventos ocorrem se diferem quanto ao tipo de alteração de funcionalidade do indivíduo. OBJETIVO: Descrever as etapas metodológicas utilizadas para construção e validação de aparência e conteúdo do instrumento de coleta de dados denominado Inquérito sobre Acidentes na População Infantojuvenil com alterações de funcionalidade (IACID-IJ). MÉTODO: O processo de construção e validação de aparência e conteúdo baseou-se nos procedimentos metodológicos sugeridos por Lynn (1986) e Polit e Beck (2006) e constituiu-se de três etapas: 1- Construção do instrumento de coleta de dados; 2- Validação de aparência e conteúdo e 3- Validação Semântica. Na primeira etapa realizou-se uma revisão integrativa da literatura e foram identificados os domínios do conhecimento, formação dos itens e a construção das perguntas que compõe o instrumento. A segunda etapa ocorreu por meio de procedimentos qualitativos e quantitativos com avaliação do instrumento por comitê de especialistas. Foi utilizado o índice de Validade de Conteúdo (IVC) e aceito valores acima de 0,90.  A validação semântica objetivou avaliar através do pré-teste, se os itens estão compreensíveis para a população à qual o instrumento se destina. O presente estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em pesquisa do Hospital Universitário Júlio Muller (HUJM) (Brasil). RESULTADOS: O questionário de avaliação geral avaliou o instrumento quanto à aparência, compreensão e relevância. Mais da metade dos especialistas avaliaram a aparência geral como “muito bom” (66,68%), as questões foram consideradas claras e objetivas (83,33%). Por meio do questionário de avaliação específica do instrumento de coleta de dados, foram avaliadas a relevância e a clareza de cada questão individualmente. As respostas foram dicotomizadas em “Relevante” e “Não relevante” e foi calculado o IVC para cada item. A versão final do inquérito é composta por 150 questões, que integram 3 questionários: 1- Questionário sociodemográfico (20 questões); 2- Questionário referente ao acidente (25 questões) e 3- Questionário referente aos fatores associados à ocorrência de acidentes (105 questões).  CONCLUSÃO: A construção do IACID-IJ seguiu as etapas recomendadas na literatura podendo ser utilizado para contribuir com o avanço do conhecimento no que se refere a acidentes com crianças, adolescentes e jovens com alterações de funcionalidade.


Palavras-chave


Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde; Estudos de Validação; Acidentes; Criança; Adolescente; Adulto Jovem.

Referências


  1. Lynn MR. Determination and Quantification Of Content Validity. Nurs Res. 1986;35(6).
  2. Polit DF, Beck CT. The content validity index: Are you sure you know what’s being reported? critique and recommendations. Res Nurs Health. 2006;29(5):489–97.