Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
MOBILIZAÇÃO DE HABILIDADES DE LETRAMENTOS DIGITAIS CRÍTICOS: ANÁLISE DE PRÁTICAS E EVENTOS EM CONTEXTO UNIVERSITÁRIO
Daniele Trevisan

Última alteração: 25-09-18

Resumo


No contexto da cibercultura e nas relações que nela se estabelecem, o desafio da educação é preparar os estudantes para atuarem em uma sociedade interativa, digital e com múltiplas linguagens, sendo necessária a construção de sentido e a criticidade diante daquilo que se lê e dos dispositivos que se utiliza. O desenvolvimento dessa criticidade precisa ter em vista que o significado e o sentido das informações é atribuído conforme a visão de mundo de quem as produziu e daqueles que mais interajam com elas na rede. A partir da perspectiva crítica dos Letramentos Digitais (LD) temos a base para desenvolver a reflexividade no acesso à informação e nas interações e mediações que realiza em ambiente digital. Assim, percebemos a necessidade de identificar habilidades de Letramentos Digitais com ênfase em uma perspectiva crítica, apresentando, a partir da interseção das diferentes dimensões dos Letramentos Digitais, o lugar da crítica e a compreensão da mobilização de suas habilidades em contexto educacional. Apresentamos como problema de pesquisa: quais habilidades de Letramentos Digitais são mobilizadas por estudantes em eventos e micro eventos desenvolvidos no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que evidenciam a crítica no uso do digital em rede? Diante deste questionamento delineou-se o objetivo principal da pesquisa que consistiu em compreender os diferentes letramentos mobilizados pelos estudantes nas práticas e eventos de Letramentos Digitais e a contribuição destes para se delinear uma perspectiva crítica dos Letramentos Digitais. A pesquisa de abordagem qualitativa utilizou como método a etnografia virtual. A escolha desse método nos possibilitou a realização de etnografia mediada por computador fornecendo os subsídios necessários para a pesquisa cultural baseada na internet. Para a produção dos dados foram utilizados como procedimentos: levantamento bibliográfico, revisão sistemática de literatura, análise de documentos, observação das interações realizadas nas atividades no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) e questionário online. O contexto da pesquisa foi a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus de Cuiabá, em que contamos com a participação de estudantes dos cursos de Licenciatura em Pedagogia, modalidade a distância, Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação, modalidade Semipresencial e Bacharelado em Ciência da Computação, modalidade presencial, por meio das atividades formativas realizadas no AVA. Os dados da pesquisa nos permitiram delinear as habilidades de interseção das dimensões e o lugar da crítica, bem como a busca por significados e sentidos em práticas e eventos de LD nos cursos. Por meio das interações no AVA foram percebidos indícios da mobilização das habilidades de LD como produto destas interações. Essa mobilização ocorreu de forma diferenciada nos cursos analisados, tendo em vista  a temática discutida e o tipo de discussão realizada pelos estudantes dentro da temática do evento de letramento, bem como, a mediação realizada ou não por professores no AVA.

Palavras-chave


Letramento Digital; Letramento Crítico; Práticas e Eventos de Letramentos