Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
QUALIDADE SANITÁRIA E FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE FEIJÃO CAUPI (Vigna unguiculata (L.) Walp)
CARLA SPILLER

Última alteração: 23-10-18

Resumo


O feijão caupi é considerado uma importante fonte de alimento e seu cultivo contribui para gerar emprego e renda. Diante da crescente área cultivada com essa leguminosa no Estado de Mato Grosso, este trabalho buscou avaliar a qualidade sanitária e fisiológica de sementes de feijão caupiproduzidas no Estado de Mato Grosso. Foram analisadas três amostras provenientes de 2cidades.Para análise sanitária utilizou-se o método do papel de filtro com restrição hídrica. Para a análise fisiológica foram realizadas as seguintes avaliações: grau de umidade, teste de germinação (GER), Teste de Condutividade elétrica (CE) e Teste de envelhecimento acelerado (EA). Observou-se a presença dePenicilliumsp., Aspergillussp., Cladosporiumsp., Rhizopussp., e Fusariumsp. em todas as amostras, sendo que a maior incidência foi de Penicillium e Aspergillus. Outros patógenos no caupi como Phomae Alternaria também foram identificados, mas com índices baixos.O teste de GER mostrou que a amostra 1 se encontra inviável para a sua utilização como semente. A amostra 3apresentou menor condutividade elétrica e melhor vigor.

Palavras-chave: Cerrado, Germinação, Fungos


Palavras-chave


CERRADO, GERMINAÇÃO, FUNGOS

Referências


ALMEIDA, A. P. V. DE et al. QUALIDADE FÍSICA, FISIOLÓGICA E SANITÁRIA DE SEMENTES DE FEIJOEIRO (Phaseolusvulgaris L.) PROVENIENTES DO MUNICÍPO DE TANGARÁ DA SERRA – MT. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, v. 9, n. 17, p. 2241–2249, 2013.

BARBOSA, K. A.; GARCIA, R. A.; CORRADINI, H. T.; OLIVEIRA, E.; SOUZA, A. M.; OLIVEIRA, A. L.; MELLO, R.F.; BORGES, H. A.; & MARQUES, E. P.; Efeito de diferentes dosagens de Azadirachta indica na redução de Cladosporium sp., associado a sementes de tomateiro. Fitopatologia Brasileira, vol. 30, p. 103, agosto 2009.

BATISTA, N. A. S. et al. Avalição da qualidade fisiológica de sementes de feijão-caupi pelo teste de condutividade elétrica. Revista Ceres, v. 59, n. 4, p. 550–554, 2012.

BENSCH, K., BRAUN, U., GROENEWALD, J.Z. & CROUS, P.W. 2012 The genus Cladosporium.Studies in Mycology, 72: 1-401.

BERTOLIN, D. C.; SÁ, M. E. DE; MOREIRA, E. R. Parâmetros do teste de envelhecimento acelerado para determinação do vigor de sementes de feijão. Revista Brasileira de Sementes, v. 33, n. 1, p. 104–112, 1 jan. 2011.

BOMFIM, P.M., SÃO JOSÉ, A.R., REBOUÇAS T.N.H., NOVAES, Q.S.DE., MATOS, M.A., Antagonismo in vitro de Trichodermassp. A Rhizopusstolonifer. Fitopatologia Brasileira 319(suplemento): 321 2006.

BRASIL. – Instrução Normativa n° 45, de 17 de setembro de 2013. Disponível em:<http://www.abrasem.com.br/wp-content/uploads/2012/10/Instru%C3%A7%C3%A3o-Normativa-n%C2%BA-45-de-17-de-Setembro-de-2013-Padr%C3%B5es-de-Identidade-e-Qualiidade-Prod-e-Comerc-de-Sementes-Grandes-Culturas-Republica%C3%A7%C3%A3o-DOU-20.09.13.pdf> Acessado em 29/01/2016

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Manual de Análise Sanitária de Sementes. Brasília: MAPA/ACS, 2009. 200 p.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para Análise de Sementes. Brasília: MAPA/ACS, 2009. 339 p.

CARVALHO, D. D. C., MELLO, S. C. M., LOBO JUNIOR, M. & GERALDINE, A. M. Biocontrol of seed pathogens and growth promotion of common bean seedlings by Trichodermaharzianum. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 46: 822-828. 2011.

CARVALHO, N. M.; NAKAGAWA, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. 4.ed. Jaboticabal: FUNEP/UNESP, 2000. 424p.

CHOUDHURY, M. M. Teste de sanidade de sementes de caupi. In: Patologia de sementes. Campinas: Fundação Cargill, 1987. p. 371.

DUTRA, A. S.; TEÓFILO, E. M. Envelhecimento acelerado para avaliar o vigor de sementes de feijão caupi. Revista Brasileira de Sementes, v. 29, n. 1, p. 193–197, abr. 2007.

EMBRAPA, 2015. <https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/feijao-caupi/arvore/CONTAG01_16_510200683536.html> Acessado em 29/01/2016

FILGUEIRAS, G. C.; SANTOS, M. A. S.; HOMMA, A. K. O.; REBELLO F. R.; CRAVO, M. S. Aspectos socioeconômicos. In: ZILLI, J. E.; VILARINHO, A. A.; ALVES, J. M. A. (Eds). A cultura do feijão-caupi na Amazônia brasileira. Boa Vista: Embrapa Roraima, p. 23-58. 2009.

FREIRE FILHO, F. R. et al. Feijão-Caupi no Brasil: Produção, melhoramento genético, avanços e desafios. Embrapa ed. teresina - PI: 2011 [s.n.].

GOMIDE, C. C. C.; FONSECA, C. E. L.; NASSER, C. B.; CHARCHAR, M. J. D.; FARIAS NETO, A. L.; Identificação e controle de fungos associados a sementes armazenadas de cagaita (Eugenia dysenterica DC.). Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, vol. 29, n.6, p. 885-890, jun. 1994.

GUIMARAES, G. R.; CARVALHO, D. D. C. R. bras. Bioci., Porto Alegre, v. 12, n. 3, p. 137-140, jul./set. 2014

LUCCA FILHO, O.A. Curso de tecnologia de sementes. Brasília: ABEAS, 1995. 53p.

MARCOS FILHO, JULIO MARCOS FILHO. Fisiologia de sementes de plantas cultivadas. Fealq, 2005.

MARTINS, M. C.; LOURENÇO, S. A.; GUTIERREZ, A. S. D.; JACOMINO, A. P.; AMORIM, L.; Quantificação de Danos Pós-Colheita em Pêssegos na Mercado Atacadista de São Paulo. Fitopatologia Brasileira, vol. 31(1), p. 5-10, jan - fev 2006.

MASSOLA, J. R. ,Manual de fitopatologia vol.2 , São Paulo , 2010.

MONTARROYOS, A. V. V. Contaminação in vitro Laborató- rio de Cultura de Tecidos Vegetais. Empresa Pernambucana de Pesquisa Agropecuária (IPA), 2000. p. 5-10.

NEGREIROS, J. R. S.; BRUCKNER, C. H.; CRUZ, C. D.; SIQUEIRA, D. L.; PIMENTEL, L. D.; Seleção de progênies de maracujazeiro amarelos vigorosos e resistentes à verrugose (Cladosporium cladosporioides). Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal -SP, vol. 26, n. 2, p. 272-275, Agosto 2004.

OLIVEIRA, G. P. DE. MATURAÇÃO E QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE FEIJÃO-CAUPI (Vigna unguiculata (L.) Walp.). [s.l.] Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, 2012.

OLIVEIRA, M. Z. A.; BOLKAN, H. A. Micoflorafúngica de sementes de dezoito variedades de caupi cultivadas em vários estados do Brasil. FitopatologiaBrasileira, v. 6, 1981. p. 576 (Resumo).

PESKE, S. T.; MENEGHELLO, G. E. Limites e tolerâncias para atributos estipulados por normas de governo. RevistaSeednews. set/out 2013 - Ano XVII - N. 5

PHIPPS, P.M. Soybean and peanut seed treatment: new developments and needs. PlantDisease, Saint Paul, v.68, n.1, p.76-77, 1984.

RODRIGUES, A. A. C.; MENEZES, M. Detecção de fungos endofíticos em sementes de caupi provenientes de serra talhada e de Caruaru, estado de Pernambuco. Fitopatologia Brasileira, v. 27, n. 5, 2002.

SALLIS, M. G. V.; LUCCA-FILHO, O.; MAIA., M. S.Fungos associados às sementes de feijão-miúdo (Vignaunguiculata (L.) produzidas no município de São José do Norte (RS). Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v.23, nº.1, p.36-39, 2001.

SILVA, A. C. DA. Características Agronômicas E Qualidade De Sementes De Feijão Caupi em Vitória da Conquista, Bahia. [s.l.] Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, 2011.

SILVA, J. A. DA et al. Efeito de extratos vegetais no controle de Fusariumoxysporum f. sptracheiphilum em sementes de caupi. Ciência e Agrotecnologia, v. 33, n. 2, p. 611–616, abr. 2009.

SOBRINHO, C. A. Patossistemacaupi X Macrophominaphaseolina: método de detecção em sementes, esporulação e controle do patógeno. Piracicaba, SP, 2004. 147 p.

TOLEDO, M. Z.; FONSECA, N. R.; CESAR, M. L.; SORATTO, R. P.; CAVARIANI, C.; CRUSCIOL, C. A. C. Qualidade fisiológica e armazenamento de sementes de feijão em função da aplicação tardia de nitrogênio em cobertura. PesquisaAgropecuária Tropical, Goiânia, v. 39, n. 2, p. 124-133, 2009.

VENUGOPALAN, A. & GIRIDHAR, P. Mycoflora associated with seeds of Bixaorellana L. African Journal of Microbiology Research, 6: 2091-2094. 2012.

VIDOTTO, V. Manual de micologia Médica, Ribeirão Preto, SP; tecmed, 2004.

VIEIRA, E.H.N.; YOKOYAMA, M. Colheita, processamento e armazenamento. In: VIEIRA, E.H.N.; RAVA, C.A. Sementes de feijão - produção e tecnologia. Santo Antonio de Goiás: EMBRAPA ARROZ E FEIJÃO, 2000. p. 233-248.

VIEIRA, R. D. et al. Condutividade elétrica e teor de água inicial das sementes de soja.Pesquisa Agropecuária Brasileira, 1 set. 2002. Disponível em: <http://seer.sct.embrapa.br/index.php/pab/article/view/6474>. Acesso em: 24 set. 2015

VIEIRA, R. D., KRZYZANOWSKI, F. C. Teste de condutividade elétrica. In: KRZYZANOWSKI, F. C.; VIEIRA, R. D.; FRANÇA NETO, J. B. (Ed.). Vigor de sementes: conceitos e testes. Londrina: ABRATES, 1999. cap.4, p.4.1-4.26.

ZORATO, M.F.; HOMECHIN, M.; HENNING, A.A. Efeito da assepsia superficial com diferentes agentes químicos na incidência de microorganismos em sementes de soja. RevistaBrasileira de Sementes, Brasília, v.23 n.1 p. 159-166, 2001.